Acadêmico de Fisioterapia Funorte ganha à vida sendo vocalista de uma banda conhecida em Montes Claros e região aliando suas paixões.

Quem nunca teve duas profissões diferentes e as exerceu com eficiência, não sabe o quanto corrido e valioso são essas experiências para a vida.

Com 25 anos e cursando o 4º período de Fisioterapia nas Faculdades Funorte, Lucas Lourenço de Oliveira, sabe bem como é ter uma vida dupla aliando a graduação que exige através de trabalhos acadêmicos, provas, estudos, estágios e, ainda, uma intensa agenda de shows.

O gosto pelo cuidado e pela ajuda ao próximo pesou durante escolha pela profissão e o curso que o tornaria um profissional. Contudo, como conciliar as duas profissões que exigem tempo, energia, disposição e compromisso? Lucas explica como lida com elas.

“Na banda, meu trabalho é fazer um pouco de tudo! Como sou o dono e já tive experiências passadas com outras bandas, consigo fechar os shows, negociar com contratantes, enviar contrato e exercer a função de vocalista […] Minha profissão me permite uma folga no meio de semana, então até a quinta-feira é bem tranquilo, tirando os ensaios dá pra conciliar”.

Mas nem só de festas vive um homem! As dificuldades para aliar as duas profissões não seriam fáceis, mesmo com folgas até as quintas-feiras, os finais de semana que começam as sextas-feiras ainda com aula para um estudante seriam um aperto em algumas situações. Porém, experiente na área, Lucas se sai bem desde o primeiro período, “nas sextas tenho viagens, então tudo é conversado com o professor. Tem meses que a agenda aperta e preciso faltar, mas nada que até hoje me prejudicou”.

No sentido de auxílio, apoio e participação ativa da faculdade em sua formação, Lucas é categórico. Ele explica qual o papel da instituição em sua graduação e acrescenta a organização que os professores fazem para que sua formação não seja prejudicada:

“A faculdade exerce um papel essencial me dando condições de fazer um curso superior com a melhor estrutura para aulas e estágios. Além disso, é muito importante a ajuda deles e com a mesma responsabilidade com minha outra profissão, para que eu não fique prejudicado em nenhum quesito. Tudo é conversado e organizado da melhor forma possível”.

Assim, o vocalista da banda “O Baile”, Lucas Lourenço, consegue descrever sua paixão pelas duas profissões que escolheu atuar, mostrando a responsabilidade com seu futuro e ocompromisso com elas:

“Música é minha vida desde muito tempo, é o meu sustento hoje e um sonho que vivo também. A fisioterapia da mesma forma é um sonho mais próximo, dedico ao máximo e quero atuar e dar aula. Ainda não sei se continuarei cantando, eu amo muito a música e a fisioterapia , acho que até a minha formatura já decidi. Se tudo der certo na música continuo sim , mas se não , vou encarar como um hobbie” .E finaliza:

“Acredito que toda forma de trabalho honesto é bem vindo, você pode ser bem sucedido se fizer com amor e responsabilidade. Determinação e foco são essenciais para conciliar os estudos e o trabalho”.

 Camila Serra

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *