Dentro das programações do II Sim Alimentos, acadêmicas do curso de Engenharia de Alimentos participaram do minicurso realizado na quinta-feira, 27, com o tema “Coloração de Gram: método tintorial utilizado em bacterioscopia” ministrado pelo professor Ronilson Freitas.

O minicurso teve como objetivo ensinar os acadêmicos a preparar esfregaço de bactérias e os corantes utilizados na coloração, realizar a técnica e aprender o fundamento do método de coloração de Gram e comparar a estrutura da parede celular das bactérias Gram-positivas e Gram-negativas. O professor do curso, Ronilson Freitas, explica a importância da disciplina. “O conhecimento na área de microbiologia é muito importante para o engenheiro de alimentos, sobretudo, para aqueles que vão atuar no controle de qualidade em uma indústria de alimentos”, esclarece.

Este método tem ainda, como funções, permitir revelar a forma, dimensão e componentes das células bacterianas e distinguir a morfologia das bactérias. O professor falou sobre a importância das bactérias, sendo que muitas são essenciais para a indústria de alimentos e bebidas, enquanto outros são utilizados para produzir determinadas enzimas e substâncias químicas e explicou passo a passo a técnica de coloração de Gram. Após a parte teórica, as acadêmicas puderam aplicar na prática o que foi ensinado.

Acadêmica do 9º período de Engenharia de Alimentos, Eduarda Barbosa, ressalta a importância do que foi aprendido. “Para nós, futuros engenheiros de alimentos, é de extrema importância o conhecimento sobre os tipos de bactérias existentes, bem como saber distinguir as bactérias Gram-positivas e Gram-negativas e identificá-las por meio do microscópio”, frisa.

Mariana Correia

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *