Você pode ter o desejo de abrir um negócio tradicional, como uma loja de roupas, padaria ou restaurante. E pode também querer inovar, como o Uber, a Apple e muitas outras empresas fizeram. De acordo com uma pesquisa realizada pela Endeavor Brasil, 60% dos universitários brasileiros têm o sonho de abrir o próprio negócio. Mas como saber se deve iniciar uma startup ou uma pequena e média empresa (MPE)? Existe uma grande diferença, sabia?

Toda startup é uma jovem empresa, mas nem toda jovem empresa é uma startup. Confuso, não é? Mas esclareceremos. Apesar de possuírem alguns traços parecidos, uma empresa se diferencia da startup por possuir um objetivo guiado por imagens de rentabilidade e valor estável a longo prazo. Ou seja, a partir de uma necessidade de estabilidade financeira o empreendedor cria a empresa para se manter estável entre as concorrentes e ele não busca um crescimento tão rápido e imediato como uma startup.

Enquanto isso, as startups nascem de oportunidades em um cenário de incertezas ainda maior que o de empresas tradicionais, devido a necessidade de inovar, criar algo inédito e de se tornar repetíveis e escaláveis — alguns pré-requisitos para esse tipo de negócio. Startups devem ser repetíveis, por exemplo, como a Netflix: ela entrega da mesma maneira um mesmo produto (filmes e séries) de forma ilimitada para um grande público. E escalável, pois é mais suscetível ao crescimento, mas sem que interfira nos custos. Ou seja: crescer em receita, mas com os custos crescendo bem mais lentamente.

Outro ponto importante e essencial para uma startup é o investimento. Para que uma startup continue realizando protótipos até encontrar o modelo de negócio ideal, são necessário recursos. Esses recursos,habitualmente,vêm de investidores que buscam ideias, produtos ou serviços que sejam inovadores. Muitas vezes, para que a startup tenha recurso suficiente para investir em suas ideias, seus gestores dão em troca a partilha dos lucros e até mesmo dividem o controle do negócio com os investidores. Ou seja, o empreendedor de uma startup pode abrir mão do controle total de seu negócio, a fim de ter os recursos suficientes para que ela cresça. O que é completamente diferente de uma empresa, onde os lucros e a gestão são divididos exclusivamente entre os sócios.

Pequenas empresas e startups, portanto, possuem grandes diferenças. Determinar qual seguimento você pretende seguir é essencial para o crescimento e retorno de seu negócio. Assim, você não correrá riscos desnecessários e terá um percentual de provável crescimento ainda maior.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *