Na manhã desta sexta-feira, 11 de maio, foi iniciado o segundo dia do 1º Fórum Norte Mineiro de Direito Penal Econômico: a economia, o poder e o crime!, evento realizado pela coordenação do curso de Direito da Funorte e a OAB de Montes Claros. Foram realizadas duas sessões de mesa redonda de debates com professores e acadêmicos da instituição.

Na primeira mesa redonda, foi discutido o “Foro privilegiado”, participaram o professor e advogado Givago Prandini Maia, os acadêmicos Pedro Ernesto Zambeli Loyola Salgado e Vitor Pego de Menezes, que foram contrários ao direito dado a algumas autoridades; e o professor e advogado Warlem Freire Barbosa, os alunos Helen Christine Gonçalves de Souza e Jardel Pereira dos Santos, que foram favoráveis ao foro privilegiado.

O professor e advogado Givago Prandini Maia, explica que o objetivo do evento levar aos alunos, a entender e pensar sobre práticas existentes atualmente no campo do Direito. “O evento tem a proposta de levar para o acadêmico o debate científico, que envolve o fator histórico, jurídico, sociológico e o contexto ético, para que o aluno tenha um suporte da imensidão que é a ciência política.”, explica o professor.

A segunda mesa redonda tratou-se de “Prisão em segunda instância” e foi composta pela professora e advogada Renata Guimarães Franco, pelas alunas Ayana Emylly Santos Abreu e Luiza de Oliveira Egídio, que foram contra; e pelo professor e advogado Edson Pereira, que juntos com os alunos Guilherme Ferreira Fernandes e Rejane Silva Medeiros Rocha, foram favoráveis ao assunto.

A professora e advogada Renata Guimarães Franco, ressalta que o evento foi necessário para sanar dúvidas dos alunos. “O Fórum foi organizado exatamente para atender a questionamentos que surgiram dentro da própria sala de aula. E o evento conta com a participação do corpo docente e discente da instituição, por isso existe uma aproximação dos alunos numa construção de argumentação, do debate de questões polêmicas. São dois temas que ainda serão bastante discutidos, por isso é muito relevante que o evento seja para a comunidade acadêmica e jurídica de Montes Claros, e para a Funorte em especial.”, esclarece a professora.

Para a aluna do 5º período, Ione Medeiros, é de extrema importância eventos como esse para que os alunos adquiram mais conhecimento sobre o universo que é o Direito. “O fato de ter alunos participando do Fórum é essencial para atualizarem sobre a área que querem atuar. A Funorte sai na frente, pois a instituição tem tentado trazer esse universo até os acadêmicos”, ressalta a estudante. A professora Renata Guimarães completa ainda que, há uma questão de representatividade com a participação dos acadêmicos, pois dessa forma, os demais estudantes sentem-se representados na mesa redonda.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *