No dia 08 de junho, acadêmicos dos cursos de Engenharia Mecânica, Elétrica, Alimentos e Biomédica participaram do evento “Engenharias em ação”. O analista de negócios da empresa Engeman, Especialista Maxwell Souza, ministrou a palestra “Manutenção 4.0 – Software de Gestão”.

Segundo o diretor das Engenharias Integradas Funorte, Pedro Almeida, “o objetivo do evento é propor o mergulho dos acadêmicos na mais nova “Revolução industrial”: a integração entre produtos, processos e pessoas. Então, a palestra abordou todos estes temas, que são fundamentais para a formação acadêmica, já que o ensino atual precisa acompanhar os avanços tecnológicos: Realidade aumentada, Impressão 3D – Manufatura Aditiva, Internet das Coisas, Inteligência Artificial, Biologia Sintética e Sistemas Ciber-Físicos. Essas abordagens preparam os acadêmicos para um presente e futuro – juntos”, destacou o gestor.

Também estiveram presentes no evento docentes e coordenadores dos cursos. Para Marcel Veloso Campos, coordenador do curso de Engenharia Elétrica, o tema é de extrema relevância para os profissionais e acadêmicos da área. “Hoje, a palestra sobre indústria 4.0 propõe uma abordagem sobre a conexão de equipamentos através de um conceito chamado internet das coisas. Então, qualquer equipamento na indústria ou mesmo no comércio, elas se conectam em tempo real, em qualquer local do mundo, como, por exemplo, quando se quebra um equipamento, uma pessoa do outro lado do mundo sabe o momento que quebrou e, muitas vezes, o motivo pelo qual teve a falha. Então, a indústria vem fazer com que haja uma integração desses equipamentos e, isso, vai demandar muito do engenheiro eletricista, mecânico e biomédico e também na área de alimentos e tudo que envolve maquinário”, frisou o coordenador.

Durante o evento, o palestrante frisou sobre as principais tecnologias e seus impactos e benefícios. “Até agora, tivemos três revoluções industriais, digamos assim, com motores elétricos, automação, etc.Atualmente, entramos na quarta revolução em que temos tudo conectado, provavelmente via internet, com sistemas de inteligência artificial, que vão conseguir trazer uma melhoria, principalmente, para o mundo de manutenção, que é o foco da Engeman. Então, vamos falar sobre as principais tecnologias, o que precisamos alcançar e as expectativas do país em relação a esta nova evolução da indústria, além de seus impactos e benefícios”, destacou.

Ainda na palestra, os acadêmicos puderam interagir e tirar dúvidas sobre o tema. Segundo o estudante do 1º período de Engenharia Elétrica, José Rodrigues da Costa Júnior, “falar sobre indústria 4.0 para nós, que estamos iniciando o curso, é fundamental, pois é importante entender e estarmos preparados para o mercado que, cada vez mais, terá inovações tecnológicas”, finalizou.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *