O docente Ricardo Otávio Maia Gusmão que ministra a disciplina de Atenção à Saúde Mental no curso de Psicologia, e Jania Lurdes Pires Samudio, que ministra as disciplinas de Psicopatologia I e II, Clínica I e II, Estágio Básico I e Específicos II e III, em Saúde Mental, foram convidados a participar da escrita de um dos capítulos do livro “Intersetorialidade e saúde mental”. O capítulo escrito por eles “Enlaces possíveis à clínica” foi um convite da organizadora do livro Roberta Romagnoli, Doutora em Psicologia (PUC-SP) e Pós-doutora em Análise Institucional (Université Cergy-Pontoise – França), devido a experiência de ambos os docentes no trabalho na área de saúde mental na Rede de Atenção Psicossocial (RAPS) de Montes Claros.

Segundo Jania Lurdes Pires Samudio, o fato de serem especialistas, professores e desenvolverem pesquisas no campo da Saúde Mental e Psicanálise, despertou interesse para que pudessem contribuir, a partir do livro, os seus percursos teóricos e práticos. “Reconhecemos a importância da intersetorialidade no cuidado em saúde mental como forma de garantir aos usuários e seus familiares mais uma possibilidade de estabilizar seus sofrimentos, uma vez que, estarão amparados por uma rede de cuidados transversal capaz de ofertar diversidade de oportunidades, reconhecendo a complexidade do transtorno mental. Outro ponto importante a ser considerado refere-se ao uso da Psicanálise, sua transmissão na formação teórica e seu uso nas práticas em Saúde Mental, de modo que isso também tem se refletido em nossas produções científicas. O nosso percurso no campo da Saúde Mental e na docência está marcado pela forte presença da psicanálise como ponto de partida, de modo que ao construirmos o capítulo mencionado, esta experiência é explicitada e compartilhada”.

Para Gusmão, a trajetória profissional de ambos, de forma semelhante e interdisciplinar, contribuiu e enriqueceu a produção e parcerias desenvolvidas no campo. Além de seus trabalhos na RASPS e como professores na FASI. “Para nós, a colaboração na escrita deste livro nos trouxe a possibilidade de refletir sobre nosso trabalho cotidiano, tanto na RAPS como, também, enquanto professores da FASI. Reconhecemos nossa responsabilidade na formação de nossos acadêmicos que precisam estar condizentes com a política e avanços da Saúde Mental e, também, temos um compromisso com a transmissão da Psicanálise. O que produzimos tem muito a ver com os conteúdos que ministramos e com as práticas que desenvolvemos em nossa docência. É, portanto, um produto também a ser aproveitado daqui pra frente em nossa formação e aulas.”

O livro “Intersetorialidade e seus desafios” é produto do Fórum de mesmo nome, que acontecerá no dia 25 de maio de 2018, na PUC-Minas, em Belo Horizonte. O objetivo do livro é dar continuidade ao debate e reflexões que possam surgir no fórum sobre a intersetorialidade e seus agentes promotores, de modo a contribuir para seu aprimoramento e afirmação dos Direitos de todo e qualquer cidadão.

Ana Vitória de Albuquerque

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *