Os professores Leonardo Augusto Couto Finelli que ministra aulas relacionadas à Psicologia e Welligton Danilo Soares que ministra aulas ligadas à Metodologia Científica produziram artigo cientifico que aborda o consumo de álcool por jovens universitários. O trabalho foi produzido a partir de uma pesquisa realizada nas unidades da instituição por alguns acadêmicos do curso de Psicologia. Essa pesquisa também resultou na produção de aproximadamente mais seis produções acadêmicas e outra produção para tese de doutorado.

O artigo surgiu de determinadas percepções. O professor Doutor Welligton Danilo Soares fala sobre uma delas. “A questão do álcool como fator socializador, ou melhor, dizendo, como busca no processo de socialização, se deu a partir da leitura de alguns artigos que relatavam que os acadêmicos que chegam de outras cidades, deixando assim o seio familiar, acabam morando em repúblicas ou em casa de parentes. Entram nas faculdades e universidades meio perdidos, sem conhecer ninguém. Uma das oportunidades de socializar com a turma são as famosas calouradas. Geralmente existe certo preconceito com aqueles que não consomem bebidas alcoólicas, portanto, os universitários acabam consumindo bebidas alcoólicas como forma de fazer parte da ¨tribo¨, como eles costumam falar.”

Tão importante quanto o artigo, foi a pesquisa que o fundamentou. Leonardo Augusto Couto Finelli relata como a mesma funcionou e os frutos que deixou. “Desde inicio da estruturação do Centro de Pesquisas entendemos que se tratava de um momento ímpar para o crescimento da pesquisa institucional. Na época pensamos e uma proposta de pesquisa de grande impacto social e que acolhesse aspectos multi e interdisciplinares. Naquele momento nasceu a pesquisa sobre padrões de consumo de álcool (e outras drogas) e sua função como mediador social entre universitários. Os idealizadores, eu, a Profa. Dra. Kimberly Jones e o Prof. Dr. Danilo Soares trabalhamos bastante e de forma ampla para traçar o perfil de consumo entre os universitários da rede, de lá para cá já vislumbramos diversos frutos, por exemplo, a pesquisa possibilitou o treinamento de mais de 20 pesquisadores juniores, assim como já rendeu mais de 10 publicações parciais. Hoje a mesma avança para nova etapa, com a consolidação e análise dos dados, onde o grande banco que foi produzido vem possibilitando análises diversas e ainda seguirá para uma terceira etapa de proposição de políticas institucionais para minimização do problema. Agora, com tal mapeamento, é possível direcionar as ações ao público específico, considerando a diversidade dos cursos, idade, momento da formação, sexo, entre outros… Acreditamos que ainda muitos outros frutos estão por vir.”

Como se trata, desde o início, de uma proposta multi e transdisciplinar, os avanços em termos de propostas de intervenção estão relacionadas as diversas áreas de formação… para a Psicologia, pensamos em campanhas de prevenção e recuperação daqueles que apresentam padrões de consumo elevado, não obstante a proposta não se detém aí, temos o Serviço Social que pode nos auxiliar com proposições de programas de intervenção, a Pedagogia que auxiliará quanto a elaboração de programas acessíveis ao público acadêmico, o Jornalismo com a divulgação, como essa, do trabalho, assim como apresentação das campanhas… enfim, há ainda um longo caminho a percorrer.”, completa o professor falando dos projetos futuros envolvendo a pesquisa e as demais áreas da entidade.

A repercussão e o sucesso do trabalho resultaram em um convite para publicação do artigo na revista Psicologia- Especial Alcoolismo. O professor Doutor Welligton Danilo Soares conta como o convite ocorreu. “Com a repercussão através do grande volume de produção científica, advinda dessa proposta de investigação científica, fomos convidados pela Revista Psicologia – Grande Temas do Conhecimento, a escrever um artigo sobre o ¨consumo de álcool entre universitários¨, que foi publicado no mês passado, em um volume especial da revista que tratava da temática alcoolismo.”

A produção do artigo contou ainda com a colaboração dos Professores Ruy Muniz e Raquel Muniz, como também da diretoria acadêmica na pessoa da professora Thalita Pimentel e da gestora de pesquisa professora Kimberly Marie Jones. O mesmo encontra-se localizado nas páginas 12 a 17 na revista em que foi publicado e sua pesquisa obteve inspiração de um projeto que já vinha sendo realizado em uma universidade no estado do Alagoas.

Hellen Patriny

 

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *