Acadêmicos, professores e funcionários da Faculdade de Saúde Ibituruna – Fasi tiveram a oportunidade de se prevenir contra a Febre Amarela e a Influenza, na noite da última quarta-feira (03) e manhã desta quinta (04), no laboratório de enfermagem da unidade. Estima-se que na ação, organizada pelo curso de Enfermagem, foram vacinados aproximadamente 270 pessoas contra a febre amarela e 90 professores contra Influenza.

A vacinação é considerada, pela Organização Mundial da Saúde, a forma mais importante de se prevenir contra a febre amarela, bem como de se impedir que a doença se espalhe. A coordenadora do curso de Enfermagem Fasi, Cláudia Daniella, ressalta a importância da ação: “No nosso município já foram confirmadas a morte de 6 macacos contaminados pela febre amarela, com casos registrados na zona urbana. Apesar de o macaco não ser transmissor da doença, a morte do animal,  deixa o alerta sobre a incidência da doença na região. Por isso é importante que a população esteja imunizada”, explica.

A conscientização e a prevenção andam lado a lado e são fortes aliados no combate às doenças. Segundo a coordenadora, “entretanto, em alguns casos, a falta de tempo e correria do dia a dia nos impede de termos uma maior atenção com a nossa saúde”, salienta.

O Auxiliar de Serviços Gerais, Joel Pereira, funcionário da instituição há mais de dois anos conta que: “No meu caso especifico, já deveria ter tomado a vacina contra a febre amarela há algum tempo e estava pretendendo ir a algum posto de saúde, mas como a instituição disponibilizou de forma rápida e prática facilitou muito esse processo”.

vacinação contra a Influenza foi exclusivamente para os professores. Este é o primeiro ano que a categoria entra no grupo considerado de risco, uma vez que os docentes estão sempre em contato com os estudantes e em ambientes fechados, ficando expostos a possíveis contaminações.

Em virtude dessas ocorrências, mais recentemente, dos prováveis casos de Febre Amarela Silvestre registrados no estado de Minas Gerais a partir do final de 2016, a Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) do Ministério da Saúde organizou a Nota Informativa Número 02/2017, em que orienta os profissionais de saúde sobre as ações a serem adotadas. A SVS reforça que as medidas de vigilância e controle da febre amarela ocorrem partir da notificação de evento suspeito.

Link da Nota Informativa Número 02/2017

http://portalarquivos.saude.gov.br/images/pdf/2017/janeiro/13/NOTA-INFORMATIVA-N—02-2017-FA-FINAL.pdf

Wallace Borges

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *