É comum no período mais frio do ano, tanto nos postos de saúde como em hospitais e farmácias, o aumento na procura por medicamentos e avaliações para as doenças mais comuns, principalmente as respiratórias. Boa parte delas acometem crianças e idosos.

A mudança de temperatura – dia muito quente com tempo seco e noite fria com o acréscimo de lugares fechado, além de outros fatores, causam doenças infecciosas virais e algumas bacterianas também, é o que afirma a pediatra Janine Mendes, médica do Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro da Silveira.

Segundo a especialista, as doenças mais comuns nesse período são: rinites infecciosas, rinocinosites infecciosas e alérgicas também, além de bronquites, asmas, bronquiolite (doenças virais em bebês menores de 2 anos) , amigdalites entre outras.

Janine acalma os pais e explica as causas delas, isentando os mesmos dessa responsabilidade. Além disso, dá dicas do que pode ser evitado:

“Essas doenças, em primeiro lugar, são, em sua maioria, benignas, ou seja, vão se resolver e não foi por falta de cuidado dos pais. Isso pode ter acontecido por uma pré-disposição da criança por causa de alergia ou pela idade. Em crianças menores de 3 e até 5 anos, é comum e normal ter seis ou sete infecções de vias aéreas ao ano e isso não quer dizer que a criança tem baixa imunidade”.

Para se prevenir, siga as dicas da doutora Janine:

– Beba mais líquido;

– Higienize os ambientes com pano úmido antes de dormir;

– Deixe os ambientes mais arejados;

– use constantemente um hidratante nasal;

 

 

 

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *