Palestra ministrada pelo Professor José Bento Sampaio, em maio, no campus da Faculdade de Saúde Ibituruna – Fasi apresentou o tema: A evolução humana – “o macaco nu”. A palestra teve como objetivo a abordagem de alguns aspectos evolutivos do comportamento do ser humano. Segundo Sampaio sexo e cérebro são duas características relevantes para o sucesso evolutivo da nossa espécie.

Durante a palestra foram apresentadas diversas teorias sobre a evolução humana. Dentre elas, as que se relacionam com o crescimento do cérebro e órgão sexual e, como esses aspectos podem ter influenciado na evolução do homem. Como explica o docente José Bento, “das cerca de 400 espécies de primatas existentes, apenas uma espécie apresenta o corpo descoberto de uma camada de pelos, o Homo sapiens (o ser humano). Proporcionalmente, o pênis do ser humano é o maior entre seus primos, como o chimpanzé, gorila e orangotango. O sexo é indispensável para a perpetuação de nossa espécie, mas não é uma condição suficiente para o nosso sucesso como espécie. O nosso cérebro cresceu muito, cerca de 2% da nossa massa é destinado ao cérebro, um humano de 80kg possui um cérebro de 1,5kg, enquanto que o cérebro de um gorila corresponde a cerca de 0,5% da sua massa. Esse cérebro maior foi fundamental para que pudéssemos nos tornar caçadores mais estratégicos, discutir sobre ética e criar os antibióticos”, afirma.

A acadêmica do 7° período de Ciências Biológicas, Jacqueline Freitas, demonstra sua satisfação com o resultado obtido ao presenciar o minicurso: “foi muito produtiva. O professor explicou de uma forma muito segura e dinâmica. Dessa forma, ficou mais simples o entendimento sobre as diversas teorias expostas”, conclui.  

Wallace Borges

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *