Parcerias:

(38) 2101-9292
(38) 98407-1291

Professora da Funorte defende tese de doutorado


Na última sexta-feira, 24 de abril, a assistente social e professora dos cursos de Pedagogia e de Psicologia da Funorte, Viviane Bernadeth Gandra Brandão, defendeu sua tese de Doutorado em Educação na Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais - PUC- Minas. O tema abordado pela docente foi “O lugar do jovem e os seus processos educativos nos Catopês de Nossa Senhora do Rosário de Montes Claros – MG”.

Em entrevista, Viviane comenta sobre o tema de sua pesquisa. “Este estudo consistiu em analisar a dinâmica do jovem, observando o lugar que ele ocupa, bem como os seus processos educativos que perpassam pela subjetividade no segundo terno dos Catopês de Nossa Senhora do Rosário em Montes Claros, no Norte de Minas Gerais. Os catopês, em sua maioria, são homens negros adultos, jovens e crianças, os quais formam um grupo denominado de terno, que faz parte do congado norte-mineiro, e protagonizam junto com outros grupos populares as Festas Religiosas de Agosto. Os catopês de Nossa Senhora do Rosário se destacam por serem o grupo que possui o maior número de integrantes jovens que expressam em suas ações uma mistura de ritos africanos e católicos.

A professora ainda completa: “Este trabalho fundamentou-se na relação entre educação e cultura, partindo do pressuposto de que as construções dos processos educativos dos jovens catopês contribuem para a continuidade da formação subjetiva. Tratou-se de uma pesquisa qualitativa de caráter exploratório com abordagem etnográfica, por meio da observação participante e entrevistas com os jovens catopês do segundo terno de Nossa Senhora do Rosário em Montes Claros”.

A docente fala também sobre a importância de se discutir sobre o tema em tese: “Esta pesquisa propiciou uma reflexão do lugar e dos processos educativos dos jovens catopês, apresentando que estes ocupam um lugar de protagonismo nos dias das Festas do Congado norte-mineiro, entretanto, fora deste espaço, são considerados invisíveis na sociedade. Mostrou também a contribuição educativa em participar do terno para a construção da subjetividade de cada um, por meio das relações de amizade, dos ritos e de todas as práticas simbólicas que influenciam direta e indiretamente estes jovens catopês na dinâmica sociocultural contemporânea.”.

Em razão das medidas preventivas contra a Covid-19, a avaliação da tese foi feita pelo sistema online da universidade. Viviane compartilha como foi a experiência. “Foi uma experiência nova, positiva e uma forma de manter a realização da banca, em que, além dos professores avaliadores, alguns colegas, amigos e familiares assistiram.”.


Publicada em: 28/04/2020
144 Visualizações
Tags: