Parcerias:

(38) 2101-9494
(38) 98407-1291

Funorte realiza webinário de Fonoaudiologia e conta com participação de 14 estados brasileiros


  

Realizado de 16 a 19 de junho, o Webinário em Fonoaudiologia teve palestras, minicursos e apresentação de trabalhos científicos. Estiveram presentes na abertura: a representante do Conselho Regional de Fonoaudiologia- 6ª Região- Daniele Dias Vilela Lima, a coordenadora do curso de Fonoaudiologia do Centro Universitário Funorte, Lílian Meira e o professor Rennan Reis. Além da Pró-Reitora de Ensino e Pesquisa e Extensão Thalita Pimentel. O evento contou com centenas de inscritos de várias regiões do Brasil como os estados do: Amazonas, Bahia, Rio Grande do Sul, Maranhão, Rio de Janeiro, Brasília- DF, Sergipe, Rio Grande do Norte, São Paulo, Goiás, Ceará, Espírito Santo, Acre e Paraíba.

A convidada Carla Vasconcelos, Mestra em Estudos Linguísticos pela UFMG, além de especialista em audiologia, fonoaudiologia do trabalho e voz, palestrou sobre a Perícia Fonoaudiológica. Fernando Sales Guimarães, que é fonoaudiólogo também, discorreu sobre as Perspectivas na Fonoaudiologia: Concurso ou residência?

Para o professor, Rennan Reis, o evento foi enriquecedor, mostrou outras vertentes da profissão, que vão além da fala, como exemplo, menciona as palestras dos profissionais, Robert Florentino da Silva, que abordou A avaliação Objetiva da Deglutição, e a Psiquiatria Infantil, relatada por Gabriel Mangabeira. “Foi muito importante e gratificante, tanto a participação junto aos palestrantes, quanto às temáticas abordadas”, conclui. 

A coordenadora do curso Lilian Meira, descreve como foi o método criado por ela para desenvolver a fala e a linguagem, no minicurso que fez parte da programação do webinário: A atuação do Bocar no Processo de Alfabetização. Para desenvolver a fala e a linguagem, utilizando de métodos sintéticos, que ensina a criança da menor unidade. Começa pelo fonema, em seguida, forma sílabas, palavras, frases e logo após textos, com auxílio de músicas onde o paciente cria histórias e personagens através dela. “É um recurso que pode ser usado por fonoaudiólogos, professores e até os pais das crianças”, completa. 

 


Publicada em: 05/07/2021
55 Visualizações
Tags: