Parcerias:

(38) 2101-9292
(38) 98407-1291

Egresso Funorte é destaque como jornalista, treinador de futsal e agora compositor


 

Heberth Halley Vieira Antunes, 43 anos, filho ilustre de Montes Claros. O egresso da Funorte faz sucesso quer seja na área da comunicação, esporte e na música. Os títulos que já recebeu comprovam seu respeitado trabalho: Campeão Mineiro do Interior como treinador - Funorte – 2009, Campeão Estadual dos Jogos Escolares de Minas Gerais como treinador – 2014; Eleito por duas vezes o melhor treinador escolar de futsal de Minas Gerais - 2014 e 2017; eleito melhor treinador de futsal de Montes Claros - Troféu Bola Cheia – 2014.

Heberth Halley é formado em Jornalismo (2002) e Educação Física (2006) pela Funorte. Pós-graduado em Futsal e Futebol. Atualmente é coordenador de Esportes de colégio particular em Montes Claros, além de professor de Educação Física e treinador de futsal. O profissional também tem um quadro nas redes sociais chamado Galeria dos Atletas, no qual entrevista personalidades que marcaram a história do esporte de Montes Claros.

Durante seus quase 20 anos de estrada profissional, Heberth trabalhou como assessor de imprensa do Funorte Esporte Clube, do Montes Claros Vôlei e do Sesi Minas, além de repórter no Jornal O Norte de Minas, entre outros.

Apaixonado por duas áreas totalmente diferentes, ele define as duas graduações. “No jornalismo, confesso que aprendi muito. Foi uma base importante para o meu crescimento profissional. Na Educação Física, mais uma graduação importante para meu currículo. Sempre fui ligado ao esporte, era um sonho. Penso que nos dois cursos que fiz, houve, posteriormente, um inchaço de universitários. Mas penso que ainda há mercado para todo mundo e que é preciso se dedicar para estar entre os melhores e ser lembrado”.

Ele se recordou dos tempos de faculdade e disse que tem saudades das aulas de Jornalismo dos professores Júlio Pinto (cinema e semiótica), Padre Antônio Avilmar (Filosofia) e Nely Rachel (Português). Na Educação Física, Paulo César Neves (futebol), Geraldo Magela - Gesinho (Futsal) e Enderson Moreira (Atividade Física e Saúde). “Foram professores que me marcaram muito pelos ensinamentos e conhecimentos adquiridos, me fizeram crescer como profissional".

Ao ser perguntado qual o segredo do sucesso, Heberth responde: “Confesso que não sei. Estou procurando(risos). Mas penso que o sucesso é resultado parcial ou total de uma realização seja profissional, comercial de uma competição, amorosa”. Para os calouros ele aconselha: “Quando entramos em um curso ou até mesmo antes de começar a cursá-lo, as perguntas são muitas sobre a graduação e a futura profissão. Penso que se informar sobre o assunto é o primeiro passo. Saber como anda o mercado, as perspectivas de crescimento, a questão financeira da profissão, acredito ser uma das perguntas principais dos acadêmicos e, além disso, saber, de fato, se é isso mesmo que deseja ser como profissional”.

O jornalista e também educador físico comenta que escolheu estudar na Funorte logo quando surgiu o curso de Jornalismo, 1998. Era o primeiro curso superior particular em Montes Claros. “E aí resolvi cursar, pois sonhava em ser jornalista esportivo, especialmente, narrador esportivo. Durante o curso, vi as várias possibilidades que o curso oferece”.

Ele também falou sobre a Educação Física. “Era um sonho, pois desde pequeno sempre fui envolvido com o esporte. E ainda quando cursava jornalismo, comecei a trabalhar como professor de escolinhas de futsal. As duas profissões tanto jornalismo quanto educação física oferecem várias possibilidades e dessa maneira, sempre consegui aliar as duas profissões.

Amor à profissão e música

O jornalista lembra que o amor à profissão ainda é a melhor receita do sucesso, mas garante que outros ingredientes, como dedicação, conhecimento da profissão, estudo, atualização no mercado e aliados ao talento, também são fundamentais para um profissional reconhecido e diferenciado.

Nesse período de pandemia, como muitos profissionais, ele passou a desenvolver quase todo o trabalho jornalístico em casa. “Com as tecnologias é possível fazer diversas atividades, é uma gama de trabalho. Já na Educação Física, como é preciso possibilidades a prática, digo, nos treinamento no futsal, dificultou muito omeu trabalho. Difícil praticar futebol sem pessoas”.

Mesmo com duas profissões, casado com Aracelly e pai de de Lavínia e de Lara, Heberth ainda tem tempo para jogar bola, tocar violão, produzir vídeo, escrever, divertir com amigos e com familiares e compor músicas.

Recentemente, ele gravou três músicas e duas delas vêm tocando em rádios de Montes Claros, Minas Gerais e até na Bahia. “Nesse projeto da música, que faço paralelamente, posso considerar um hobby. Fiz algumas canções (xotes) que têm conquistado audiência. Para mim é uma grande realização e felicidade. Mas o objetivo maior é fazer com que algum cantor ou banda de renome grave as canções que compus.

As músicas mais recentes de Hebert são: Lance de Amor, Êta Forró Gostoso e Eu não te troco por ninguém. Podem ser encontradas no endereço eletrônico https://soundcloud.com/user-152939790/


Publicada em: 04/08/2020
158 Visualizações
Tags: