(38) 2101-9292
(38) 98407-1291

Acadêmicos de Fisioterapia e Odontologia abrem segundo dia do XI Simpósio de TCC


Durante a manhã dessa sexta, 07/06, acadêmicos dos cursos de Odontologia e Fisioterapia Funorte abriram o segundo dia de XI Simpósio de TCC, no Campus JK. Foram mais de 60 projetos científicos apresentados e avaliados pelos professores.

O Simpósio de TCC – Trabalho de Conclusão de Curso – reúne todos os graduandos com seus projetos científicos, que são apresentados aos demais colegas e professores-orientadores.

O professor e orientador do curso de Fisioterapia, Rafael Silveira Freire, afirma que os temas abordados nos TCC’s estão muito interessantes. “Este momento é extremamente importante, sobretudo para a pesquisa, conhecimento, interação de professores, alunos, orientadores e avaliadores, reforçando que todo e qualquer pesquisa na área da saúde de maneira significativa para o conhecimento”, destaca Rafael.

Kamilla Soares Fonseca, acadêmica do 10°Periodo de Fisioterapia, abordou o tema “Avaliação dos sintomas e o desempenho funcional no pós-operatório no ligamento”. “O objetivo do projeto é avaliar os sintomas e a funcionalidade após a cirurgia, através de três questionários avaliamos os sintomas e chegamos à conclusão. Após a cirurgia, o LTA tem uma diminuição dos parâmetros da funcionalidade”, explica a aluna, ressaltando que a pesquisa busca fazer com que as pessoas entendam a importância da busca pelo melhor desempenho funcional pós-operatório.

Larissa de Cassia de Santos Pereira, acadêmica do 9° Período de Odontologia, desenvolveu o TCC sobre: “Satisfação e condições de uso de próteses dentárias com pacientes de um centro de especialidade odontológica”. “Nosso estudo foi sobre o uso de próteses, no qual fizemos uma pesquisa no estilo cogitativo de corte transversal de análises de dados restritivas e foram envolvidos nos estudos 35 portadores de próteses, sendo esses pacientes do CEO (Centro de Especialidades Odontológicas), além de um questionário com 16 questões sobre dados de sociodemográfico em relação ao uso da prótese, cuidados com a higienização e até mesmo ao acesso ao profissional cirurgião dentista”, explica Larissa.

Julia Maria, professora do Curso de Odontologia e orientadora do projeto de Larissa, diz que: “o projeto foi desenvolvido fora da instituição, um trabalho muito bem feito com pacientes da clínica, usuários e portadores de próteses”. Segundo a professora, é um projeto que poderá ser publicado e realmente relevância para o próprio CEO, sendo também uma forma de podermos contribuir para melhora da qualidade de vida do paciente usuário de prótese, sendo o impacto social de forma positiva o maior objetivo das pesquisas.


Publicada em: 07/06/2019
Tags: