No dia 14 de novembro, acadêmicos dos cursos de Engenharia Elétrica, de Alimentos, Civil, Biomédica e Mecânica Funorte participaram de Mostra de Projetos Integradores das Engenharias Funorte, evento que fez parte do encerramento da programação do “Engenharias em ação”.

No episódio, as equipes apresentaram protótipos, produtos e serviços e foram avaliadas por docentes de cada área. Segundo o diretor das Engenharias Integradas Funorte, Pedro Almeida, “a mostra é um evento de perfil multidisciplinar, de contextualização das teorias estudadas que, através de construção de protótipos, evidencia-se a prática necessária ao entendimento dos fenômenos diversos. O nosso objetivo é fazer com que o estudante vá além da sala de aula, da busca da inovação, do enfrentamento de desafios importantes para os acadêmicos das Engenharias. A pedagogia de Projetos é estruturante para o desenvolvimento de competências em um futuro engenheiro”, frisou o gestor.

Pedro destaca, também, a importância de incentivar a inovação entre os estudantes e elogia os trabalhos apresentados. “Engenharia e inovação é uma proposta indissociável na construção do egresso e futuro profissional em um mercado cada vez mais 4.0/integrado entre processos, produtos e pessoas. A prática de projetos integradores é a canalização da cultura empreendedora e proporciona uma energia única dos estudantes, um clima de pesquisa enraizada no ensino. Tivemos excelentes projetos em todas as Engenharias, alguns poderão ser continuados nos TCC’s, além disso, o feedback da comissão avaliadora foi encorajador e estruturante para a próxima versão. O testemunho de muitos alunos é a confirmação de que estamos no caminho certo”, disse.

A comissão avaliadora, constituída por integrantes do ecossistema de inovação de Montes Claros, coordenação de cursos, docentes e pelo coordenador do Centro de Empreendedorismo e Inovação da Funorte – CEI, Bruno Garcia, utilizou com referência para a avaliação dos projetos: o protótipo, banner e o Canvas (apresentado em um Pitch de 5 min pela equipe). Dentre os quesitos avaliados estiveram: originalidade, relevância, criação e design, tecnologia utilizada e efetividade.

Visitante da mostra, o estudante de Administração, Rodrigo Cardoso Moura, elogiou os trabalhos e destacou a criatividade e inovação apresentadas nos projetos, que podem atender de alguma maneira, a toda população. “Tive a oportunidade de conhecer projetos com muita criatividade e inovadores e pude perceber o grande interesse dos estudantes em fazer algo bacana, diferente de tudo que já existe no mercado. A Engenharia é um ramo que está em constante atualização, então, ser inovador, no que se refere a diversos aspectos, é fundamental para o destaque do profissional. Além disso, são projetos que beneficiam não somente a área, como toda a população”, citou.

Um dos projetos apresentados pelo curso de Engenharia de Alimentos propôs uma embalagem para suco que, ao invés do canudo plástico, utiliza canudo de papel cartonado no interior da caixinha com o objetivo de reduzir resíduos plástico do meio ambiente. Integrante do grupo, o acadêmico do 9º período, João Marcos Moreira Silva explicou a importância do trabalho. “Essa pesquisa está diretamente relacionada com a sustentabilidade, uma inovação para o mercado em reduzir o material polipropileno do meio ambiente, garantindo uma inovação tecnológica no setor de embalagem para alimentos. Então, é algo que conscientiza a população e, ao mesmo tempo, contribui para adquirirmos mais aprendizado e, consequentemente, confiança para atuar no mercado de trabalho”, citou o estudante.

Durante todo o evento, os estudantes puderam prestigiar a exposição de dois carros da empresa Toyota, em que seus representantes tiraram dúvidas quanto às tecnologias dos automóveis e, para animar a noite, a DJ Erika Luz realizou show durante toda a feira. E, ainda, no final da mostra, três estudantes do curso de Engenharia Civil foram sorteados e receberam um drone. Os alunos tiveram orientações de como utilizar o equipamento em palestra e minicursos que aconteceram no dia anterior com o especialista Luiz Eduardo Paes Leme.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *