As Faculdades Funorte, em parceria com o Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro da Silveira, a Fundação Hilton Rocha e Secretarias Municipais de Saúde realizaram, no dia 04 de dezembro, no auditório do campus São Norberto da Funorte, o I Simpósio de Oftalmologia do Norte de Minas.

A programação contou com palestras de temas como: Glaucoma: diagnóstico e manejo na atenção primária e prognóstico até 2020; análise da microbiota ocular por sequenciamento genético em paciente portador de Linfoma Malt de Conjuntiva; a evolução da Oftalmologia: uma visão pessoal; as maiores causas de cegueira do mundo; Retinopatia diabética: prevenção primária; o exame Oftalmológico Hands Fundoscopia; entre outras abordagens.

A Dra. Ternísia Gabriella S. Oliveira, que ministrou a palestra sobre o exame oftalmológico, comentou sobre a relevância de promover um evento com foco na Oftalmologia. “O I Simpósio de Oftalmologia do Norte de Minas possibilitou que oftalmologistas de toda região compartilhassem conhecimentos específicos da área, com médicos generalistas e acadêmicos de Medicina. O maior objetivo foi transmitir informações que possam ajudar esses profissionais em suas práticas diárias de atendimento na vida profissional”, frisou a palestrante.

Ela, ainda, falou sobre a prática (Hands on) que aconteceu durante sua palestra. “Trouxemos um treinamento para realização da oftalmoscopia direta, que é um exame que permite visualização do fundo de olho e auxilia na detecção e tratamento de doenças oculares e doenças sistêmicas com manifestações oftalmológicas. Esse exame são extremamente importantes, pois podem ser realizados nos centros de saúde e ajudar na triagem de problemas oftalmológicos”, comentou Dra. Ternísia.

Débora de Oliveira, enfermeira e coordenadora da Atenção Primária, ressaltou que as informações recebidas acrescentaram conhecimento para que possa atuar com mais segurança na área. “As abordagens realizadas hoje, foram muito importantes para nós, que trabalhamos com Atenção Primária. É um conhecimento a mais de diagnóstico de observação, a possibilidade de termos um olhar diferenciado da Oftalmologia”, finalizou a enfermeira.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *