No momento da história em que a política está ganhando cada vez mais destaque na mídia, a Funorte trouxe um minicurso que discutiu justamente este tema. Durante a palestra, outras questões foram debatidas, tais como, a necessidade de participação das mulheres, pois, segundo a palestrante Kátia Franciele Correa Borges, existem questões que só podem ser resolvidas por meio de uma grande mudança na mentalidade da população e o aumento do publico feminino em questões governamentais. Segundo ela: “no país existe uma cultura patriarcalista,e isso não é de hoje, pois, antigamente, as mulheres não tinham os mesmos direitos dos homens. É comprovado que a história foi deixando as mulheres fora”, afirmou.

Além deste tema, o minicurso apresentou a montagem da constituição e a cultura do estupro. Kátia afirma que esta cultura que se faz presente no país nasceu ainda na época da escravidão. “Nenhuma mulher, seja ela branca ou negra, tinha direitos. Vale lembrar que as escravas eram submetidas a estupros pelos seus patrões em todo momento”, afirmou.

A professora Janikele Bessa argumentou que estes são temas muito pertinentes e merecem ser debatidos sempre. “A política requer uma discussão constante. Claro que sempre vai ter algumas opiniões divergentes, mas o minicurso contribuiu, em termos de ampliar nossos horizontes, em capacidade crítica e trouxe elementos históricos, inclusive para compreender este panorama atual”, concluiu. Além de professores, alunos e coordenadores participaram da palestra.

Gabriel Mota

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *