Acadêmicos do curso de Enfermagem Funorte participaram, no dia 24 de outubro, de minicurso com tema “Como elaborar Diagnósticos de Enfermagem usando a Taxonomia da NANDA”, ministrada Doutor em Enfermagem, Diego Dias de Araújo.
A atividade fez parte da programação da Jonafes 2017 “Ciências Exatas, Humanas, Sociais, Biológicas e da Saúde”. Durante a abordagem, o palestrante ressaltou sobre a importância de atribuir nome à função do enfermeiro e as maneiras de diagnosticar. Além de frisar sobre a importância de sistematizar o cuidado e organizar a assistência de enfermagem, que é um grande desafio para a equipe de enfermagem.
Segundo Diego, “nós enfermeiros, não temos reconhecimento social, pois não atribuímos nome ao que executamos e, assim, perdemos o campo da nossa área. Por isso, é importante demonstrarmos o nosso conhecimento e saber diagnosticar de forma correta para que este reconhecimento chegue até nós e que a sociedade conheça a nossa função”, destacou o enfermeiro.
Acadêmica do 3º período do curso, Shirley Soares Pinheiro, ressaltou sobre a importância do diagnóstico usando a taxonomia do NANDA. “Percebemos, durante a palestra, que ao fazer o diagnóstico, obtemos muitas informações sobre o paciente e, por meio do NANDA, que é um importante instrumento de trabalho; iremos saber qual o melhor plano de ação para diagnosticar o cuidado do paciente”, concluiu a estudante.

Greiciely Rodrigues

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *