Foi realizado, no campus  JK da Funorte, apresentação  dos trabalhos  científicos  submetidos durante  a JONAFES 2018 – “Ciências Exatas, Humanas Sociais, Biológicas e da Saúde” para publicação na Revista Bionorte e na Revista Humanidades. Entre os demais artigos apresentados foram selecionados alguns destaques:

“Lesão precursora do câncer do cole de útero: um relato de experiência”, elaborado pelos acadêmicos, Tallison Matheus, Maria Luiza  Mendes,  Layza  Beatriz, Meire Ellen, Kelly Cristina, Anne Nara e Claudia Daniella. “Mindfulness: Uma autorregulação desenvolvida por profissionais de saúde no enfrentamento do estresse”,  produzido pelos alunos, Matheus José,  Francielle Marinho, Mariana de Souza, Erika Karolline,  Anna Theresa, Fernanda Cardoso e Henrique Andrade. “Projeto gestão e auditoria: Assistência de Enfermagem”, realizado pelos discentes, Nathany Christine, Micaela Santos e Stephanie Lara. “Teor de óleo essencial de sementes de Baru, de diferentes procedências”, desenvolvido por Cristiane  da Silva,  Vanessa Duque e Guilherme  Araújo. “(In) Constitucionalidade do mandado de busca e apreensão coletivo na intervenção federal”, feito pelos acadêmicos  Wickerson Simões, Vanessa Claúdia,  Dayane Ferreira,  Jessica Alburquerque, Janaína Silveira e Edilberto Nicanor. “A mensuração do dano moral na ótica da reforma trabalhista”, realizada pelo professor da instituição, Edilberto Nicanor.

O coordenador de Pesquisa da instituição, Árlen Duarte, contou como foi realizada a seleção dos trabalhos em destaque. “Os trabalhos passaram por duas etapas de avaliação. No primeiro momento, foram aceito trabalhos que apresentaram qualidade metodológica; uma Comissão Avaliadora formada por Mestres e Doutores foi criada para analisar os trabalhos submetidos. Os trabalhos aceitos foram apresentados ao público acadêmico e passaram por uma nova avaliação. Neste segundo momento, a exposição clara  e objetiva das ideias, exatidão, domínio  e segurança  na exposição de conteúdos foram alguns itens avançados”, explicou.

De acordo com o docente, do curso de Direito, Edilberto Nicanor, “a Funorte vem contribuindo de uma forma magnífica com os encaminhamentos por parte das equipes gestoras no que se refere ao âmbito da pesquisa. Há um projeto comprometido, de grande porte, com grandes profissionais à sua frente. Os centros de pesquisa têm contribuído grandemente para o desenvolvimento cognitivo e cosmovisivo do alunado. A premiação é fruto de um trabalho sério proporcionado por toda equipe institucional”. Completou ainda: “a participação em eventos acadêmicos, além de enriquecer o repertório cultura do participante, faz com que haja o encontro multidisciplinar e engajado na universidade. O JONAFES representa o momento de produção acadêmica e de integração dos cursos da instituição. É o momento de dar publicidade aos produtos do meio acadêmico”.

A acadêmica do curso de Enfermagem, Vanessa Duque, descreveu a sua gratificação em nome da equipe pelo reconhecimento do trabalho a premiação. “É maravilhosa a sensação de ter nosso artigo como destaque, ficamos muito satisfeitos pelo reconhecimento de nosso esforço e valorização da nossa equipe. E ainda explicou: “A faculdade possibilitou a realização desse estudo através do nosso trabalho de conclusão de curso, onde usamos o mesmo como base para elaborar o resumo apresentado na JONAFES, e com essa pesquisa obtivemos o óleo essencial do Baru que está sendo utilizado como matéria prima do nosso produto no estágio da indústria”, finalizou.

De acordo com Tallisson Matheus, acadêmico do 6° período de Enfermagem da Fasi. “a partir da criação do evento, a Funorte possibilitou que diversos trabalhos pudessem ser expostos e também deram a chance dos futuros  profissionais da área já pudessem exibir o quanto estão engajados no papel como enfermeiros”, concluiu.

O acadêmico do 9°período de Direito, Wilckerson Simões, descreveu que, “a JONAFES promove interatividade, compartilhamento e participação mútua dos acadêmicos na construção do conhecimento, não há como não reconhecer a importância deste para a formação do acadêmico uma vez que proporciona a este o contato direto com trabalhos de diversos cursos, além de palestras e mesas de discussões”, encerrou.

Sobre a instituição, Wilckerson fala que: “A Funorte, por meio da coordenação de Pesquisa, tem proporcionado o apoio necessário que o acadêmico precisa para participar, de forma coletiva ou individual nos eventos científico” afirma.

Para o acadêmico de Enfermagem, Matheus José Afonso, foi de grande satisfação ter recebido o prêmio. “A construção de um trabalho científico requer concentração e o prêmio destaque soa como incentivo para futuras publicações. Agradecemos a central de pesquisa e professores pelo suporte e direcionamento. A Funorte nos oportuniza através do JONAFES a exposição de trabalhos científicos e minicursos que permitem o aprimoramento dos nossos conhecimentos”, destacou.

Marco Freitas

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *