Estudantes de Psicologia participaram na sexta-feira, 23, do minicurso da Jonafes 2016 “O Autismo e a Psicanálise”, com a abordagem do papel do psicanalista na vida dos pacientes diagnosticados com o espectro autista. Janinne Narciso, psicóloga, especializada em saúde mental, explicou sobre afunção do profissional psicanalista que, não exerce papel de chefe espiritual, nem de guia, nem de educador. “Não há a preocupação em dar uma ordem ou desejar um sucesso. O seu papel é permitir que a palavra, o não dito, o debate apreça”, diz.

Bruno Gomes, acadêmico do 10° período de Psicologia, falou a respeito da escolha do minicurso e mostrou interesse pelo tema: “Nunca encontrei muita referência no âmbito acadêmico em relação à discussão e educação para o tratamento do autismo por meio da psicanalise, e isso foi fundamental para estar aqui assistindo esta aula. É uma forma de agregar meus conhecimentos”, afirma.

Jannine Narciso contou ainda sobre as experiências obtidas no atendimento a crianças e falou sobre a importância da divulgação do autismo: “Autismo é uma causa a ser debatida nos espaços sociais. Falar sobre este assunto é despertar o desejo para que estas pessoas sejam atendidas”, concluiu a psicóloga que ainda respondeu as diversas perguntas que surgiram ao longo do minicurso.

Ingrid Neves

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *