O colégio Indyu da rede Soebras montou estande no último domingo, 11 de dezembro, para receber os alunos que foram fazer o Programa de Avaliação Seriada para Acesso ao Ensino Superior – PAES. No período da manhã, os estudantes fizeram provas os candidatos da primeira etapa e a tarde, segunda e terceira etapas.

O corpo docente do Indyu esteve presente para apoiarem os alunos/candidatos do Indyu, já que estavam passando por um momento de ansiedade e insegurança, causado pela espera do processo seletivo. “É de fundamental importância o apoio dado aos alunos do Indyu, pois os mesmos sentem-se acolhidos e amparados pela instituição”, afirma Wyara Monteiro, professora do colégio.

 “A ansiedade, angústia, principalmente insegurança, antes da prova são diminuídos após um encontro com os professores que trabalharam com eles durante o ano, os conteúdos propostos, as tendências na elaboração das provas de cada disciplina. Após a prova, vem sempre o alívio e a sensação de ‘dever cumprido’ e esperar pelo o sucesso dos resultados”, completa Wyara.

Para a aluna do Indyu que fez prova da primeira etapa, Ana Paula Mendes, a avaliação estava difícil em algumas situações, embora, os professores da instituição ofereceram todo o apoio e conhecimento relacionado à prova, principalmente nas áreas sociais.

Maxwel Macedo, 18 anos, é candidato da terceira etapa e pretende cursar Odontologia. Ele aponta que a prova estava difícil, principalmente nas questões fechadas, que apresentou conteúdos extensos e complexos. “Penso que é muito importante este apoio que o colégio nos oferece, estar conosco antes da prova, diminui nossa ansiedade e nos tramite segurança para que consigamos fazer uma boa prova”, pondera Maxwel. O candidato ainda frisa que houveram duas questões anuladas na prova e que neste ano, tiveram um apoio constante em Literatura.

“É essencial estarmos ao lado dos nossos alunos também nos instantes que antecedem a prova do PAES. Os professores e toda a equipe Indyu estiveram no nosso estande para passar tranquilidade, apoio e confiança na entrada e tirar eventuais dúvidas e comentar as questões após a prova”, diz o coordenador do ensino médio Fabrício Vieira.

Segundo Vitória Sena, candidata da primeira etapa. A prova estava difícil, embora contraponha que todo o conteúdo da prova foi trabalhado em sala de aula pelo colégio. Vitória pensa que é importante a instituição proporcionar este apoio, pois estimula o estudante a fazer a prova com mais confiança.

“Com todo o corpo de funcionários presentes no local da prova, mostramos aos alunos que estamos torcendo por eles. Queremos assegurar que nosso aluno se livre de qualquer receio, dando apoio psicológico, retirando sua ansiedade e nervosismo, oferecendo discussões entre alunos e professores, esclarecendo duvidas antes e após a prova. Os pais ficam na espera conosco na expectativa de que seus filhos possam obter sucesso. O auxílio que o corpo pedagógico presta não está em somente diminuir ou retirar a insegurança. Está em também acompanhar o aluno em todos os momentos, desde a preparação durante o ano, até o momento final”, finaliza Karina, diretora do colégio Indyu.

Victor Araújo

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *