Foi realizado no dia 30 de maio, na Funorte campus JK, 1ª Mostra de trabalhos científicos com o tema: “PET Saúde Agregando valores, conhecimento e prática”. O evento foi organizado pelos acadêmicos participantes do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET- Saúde/GraduaSUS), Secretaria Municipal de Saúde(SMS) e o Instituto de Ciências da Saúde (ICS).

O Programa é um projeto de extensão do Ministério da Saúde e de âmbito Federal, voltado para o fortalecimento de áreas estratégicas do Sistema Único de Saúde (SUS) e visa, ainda, a multidisciplinaridade entre as áreas de Enfermagem, Fisioterapia, Medicina e Odontologia.

Segundo a Secretária Municipal de Saúde, Dulce Pimenta Gonçalves, o Programa tem uma grande relevância tanto para a os acadêmicos, quanto para a comunidade. “A proposta do Ministério da Saúde, em parceria com o Ministério da Educação e Gestão do Trabalho, é fazer uma integração do meio acadêmico às práticas do trabalho do SUS, por isso, o PET tem um resultado muito rico, tanto para a comunidade, que recebe esse acadêmico com ideias e uma bagagem científica, quanto para o acadêmico, que realiza na prática, trabalhos de saúde para a comunidade”, destacou.

O desafio do PET é fazer uma atividade multidisciplinar, já que alia as funções dos quatro cursos. Para a coordenadora do PET Saúde SMS/ICS de Montes Claros, Patrícia Ferreira Costa, “a intenção do programa é propiciar e fomentar uma discussão das práticas dentro do território do SUS. Assim, tem como objetivo, incentivar os acadêmicos a fazerem uma atividade multiprofissional e trazer, dentro da proposta de ensino, serviço e ganho para a comunidade, neste cenário de atuação dos estudantes”, frisou a coordenadora.

A Mostra ocorreu em dois momentos, o primeiro foi uma mesa redonda composta por representantes da gestão, instituição e do programa; e a segunda, a apresentação dos trabalhos científicos realizados durante o 1º ano de PET.

A acadêmica do 7º período de Enfermagem Funorte e participante do projeto, Amanda Gonçalves Rocha Araújo, ressaltou a importância deste trabalho para a sua formação. “O PET é um programa que agrega muito conhecimento, já que é possível aliar a teoria, vista em sala de aula, com a prática e, assim, expandir o que aprendemos. Na sala de aula é tudo muito engessado e restrito, então o PET possibilita vivenciar, de uma forma mais livre e dinâmica”, destacou a estudante.

Greiciely Rodrigues

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *