Nesta sexta-feira, 01 de março, fundadores, coordenadores e preceptores de Residências Médicas realizaram recepção de residentes de várias especialidades, no Hospital das Clínicas Dr. Mário Ribeiro da Silveira – HC.

No episódio, os fundadores da Funorte e do hospital, Raquel Muniz e Ruy Muniz deram boas vindas aos residentes e desejaram sucesso na nova caminhada. Raquel explicou, também, a importância de promover um acolhimento para que eles se sintam familiarizados com o hospital. “É o início de mais uma reunião de recepção dos novos residentes do Hospital das Clínicas Mário Ribeiro da Funorte e é uma alegria para nós podermos participar deste momento. O hospital veio do objetivo de se tornar um Hospital Escola e atender a comunidade, não somente de Montes Claros, mas de toda região. Então, estamos cumprindo esta missão; agora, atendendo também com nossos residentes em diversas áreas. Dessa forma, podemos fazer esta recepção para dar boas vindas aos residentes que estiveram conosco no ano passado e aos novos, que estão chegando agora cheios de expectativa”, destacou Raquel.

Também presentes no evento, estiveram o Professor Hubert Caldeira, coordenador da Comissão de Residência Médica – COREME; Danielle de Carvalho Vilela, supervisora do PRM e Psiquiatria; Flávia Magali Silveira Nobre, supervisora do PRM em Ginecologia e Obstetrícia; Gina Tanuria Guerra da Cruz, supervisora em PRM em Clínica Médica; Cláudio Henrique Rebello, supervisor do PRM em Cirurgia Geral e Adriana Muniz Cordeiro, supervisora do PRM em Anestesiologia.

Dentre os recepcionados, estiveram residentes que realizam atividades no hospital desde o ano passado e os que irão iniciar os trabalhos neste ano. Andy Andrade inicia o segundo ano na Residência em Anestesiologia. Ela explica sobre a experiência e ressalta a importância da recepção. “A recepção foi muito importante, pois é extremamente importante, principalmente para quem chega agora, ter uma visão geral dos cursos, dos coordenadores e das próprias normas da instituição. Eu sou egressa da Funorte, então, mas quando me formei, não conhecia o HC, porém hoje, tenho um carinho especial pela instituição e sou apaixonada pelo hospital. Acredito que é um hospital moderno e tem tudo para ser um dos melhores de Minas Gerais, tem ainda muito que crescer, mas de um modo geral, presta um serviço ímpar para a região. Do ponto de vista da experiência que tive no último ano, afirmo que foi um ano bom, proveitoso, eu cresci muito como profissional e aprendi muito, tive um empenho enorme de meus coordenadores e preceptores para fazer de meu ano um aprendizado em uma residência que está equiparada às melhores”, frisou.

Já Rodrigo Nascimento Santana chega agora no hospital para cursar Residência em Cirurgia Geral. Segundo ele, “arecepção é uma maneira de conhecer e agregar valor aos princípios da instituição como formadores de opinião, formadores de profissionais, de professores e de humanização. Para mim, foi um momento de suma importância e tive oportunidade de conhecer um pouco da instituição e profissionais competentes, que é o que busco para minha formação inicial e, posteriormente, como referências para a minha vida profissional”, finalizou.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *