Na última sexta feira (30), a Funorte recebeu no Campus São Luís uma palestra sobre o Setembro Amarelo, que é uma campanha de conscientização e prevenção do suicídio. Segundo os idealizadores, a ideia surgiu após a Organização Mundial de Saúde (OMS) criar um relatório que apontava o Brasil entre os dez países com maior índice de vitimas, na ocasião ocupou o 8º lugar.  De acordo com a palestrante Édila Novaes: “é uma estatística que infelizmente vem crescendo principalmente sobre os jovens e a melhor forma de alertar é conversar sobre o tema e expor opiniões, pois, esta questão ainda é tratada como tabu na sociedade”, afirmou.

Durante a roda de conversa, vários estudantes puderam participar da discussão, contando experiências pessoais e até mesmo dando opiniões sobre os principais sintomas, o que só enriqueceu ainda mais debate. A acadêmica de Psicologia Iza Angélica decidiu participar da palestra para ter um conhecimento maior sobre o assunto. “É muito relevante para o curso que eu faço e é uma área que eu gostaria de explorar mais, até me especializar. Toda palestra vem a contribuir e aumentar meu conhecimento sobre este tema”, afirmou.

A maioria dos universitários que participaram eram representantes de turmas, como é o caso da aluna do curso de Jornalismo Indinayara Gouveia, que foi convidada para participar e, depois, repassar tudo aos seus colegas de sala. “Acho muito pertinente participar destes espaços, pois muitos evitam falar, principalmente dentro da minha área. Entender mais sobre isso proporciona uma abordagem mais ampla e mais humana de um ponto que é tão delicado’’, concluiu.

O movimento ocorre desde 2014 e tem se crescido cada vez mais no país.

Gabriel Mota

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *