Foi realizado no dia 18 de maio, na Escola Técnica – FEMC Mostra de trabalhos científicos com o tema: “Experiências vivenciadas na Atenção Primária”. O evento foi organizado pelos acadêmicos participantes do Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET- Saúde/GraduaSUS), Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e Instituto de Ciências da Saúde (ICS).

O Programa é um projeto de extensão do Ministério da Saúde e de âmbito Federal, voltado para o fortalecimento de áreas estratégicas do Sistema Único de Saúde (SUS) e visa, ainda, a multidisciplinaridade entre as áreas de Enfermagem, Fisioterapia, Medicina e Odontologia.

O desafio do PET é fazer uma atividade multidisciplinar, já que alia as funções dos quatro cursos. Para a coordenadora do PET Saúde SMS/ICS de Montes Claros, Patrícia Ferreira Costa, “o Pet/ Saúde tem como principais objetivos as mudanças das diretrizes curriculares em relação ao trabalho multiprofissional, interdisciplinar e transdisciplinar, a melhoria da graduação da formação do estudante, especificamente para trabalhar no Sistema Único de Saúde com formação de excelência e a melhoria da produção de trabalhos científicos que ampliem e aumentem a resolutividade para a Atenção Primária. Além de ser um programa em que os acadêmicos conseguem vivenciar as atividades com o ver do outro profissional, eles trabalham em parceria com diversas áreas de atuação. No caso deste Pet, trabalhamos com a Medicina, Enfermagem, Odontologia e Fisioterapia e cada um desses estudantes conseguiu vivenciar na prática como acontece a formação e atuação de cada integrante na melhoria da assistência prestada ao paciente”, frisou a coordenadora.

A Mostra ocorreu em dois momentos, o primeiro foi composto por palestras de representantes da Medicina, Odontologia, Fisioterapia e Enfermagem e o segundo, contou com mesa redonda, minicursos e exposição de trabalhos científicos.

Para a acadêmica do 9º período de Enfermagem e participante do Pet, Amanda Gonçalves Rocha Araújo, fazer parte do programa foi um diferencial na sua formação. “Participar do Pet é uma forma de aliar teoria e prática. Foram realizadas atividades de cunho comunitário, em que foi possível proporcionar à comunidade todos os tipos de cuidados multidisciplinares através do trabalho compartilhado entre a Medicina, Fisioterapia e Odontologia. Então, participar do Pet para mim foi um diferencial enquanto acadêmica, formação profissional e pessoal, pois possibilitou que eu ampliasse meus horizontes”, finalizou a estudante.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *