Em busca de bons resultados no Exame Nacional de Desempenho de Estudantes- ENADE, a Funorte realizou palestra sobre o assunto nas graduações da área da saúde, que este ano é o segmento com foco na avaliação. No dia 06, os acadêmicos de Odontologia participaram no Campus Amazonas deste projeto.

Célio Honorato de Oliveira foi quem expôs o conteúdo. Ele trabalha no Núcleo de Avaliação, Qualidade e Estratégia, que por sua vez lida com os indicadores de qualidade do Ministério da Educação – MEC. Ele explica como funcionam as avaliações. “O ENADE são provas aplicadas a cada três anos para uma área específica de estudantes, este ano será para o grupo da saúde”. Ele comenta também sobre a preparação dos estudantes para o exame. “Trabalhamos com este treinamento através de aulas em todos os cursos. As instituições de ensino têm que ser bem avaliadas, pois elas podem ter medidas punitivas, como, por exemplo, as que recebem nota 2 ou 1, perdem o direito de fazer vestibulares tradicionais e também deconceder bolsas assistencialistas como o Programa Universidade Para Todos – PROUNI ou financiamentos como Programa de Financiamento Estudantil – FIES.”

Quando as notas são muito baixas, o Ministério da Educação – MEC realiza uma visita para identificar o motivo do déficit de notas, e por meio dessa, as faculdades podem obter notas maiores. É importante ressaltar que a visita é feita, pois muitos estudantes tentam sabotar as universidades fazendo provas ruins, apesar de obterem conhecimento. E isso prejudica os estudantes que virão a ingressar no ensino superior, já que tudo isso se tornou um ciclo.

Hellen Patriny

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *