A instituição, além da adaptação de espaços físicos, implanta, agora, a Solução Rybená, que possibilita o acesso de portadores de necessidades especiais a todas as informações do site

 

Trabalhar com a promoção da inclusão social em escolas impacta muito na formação de cidadãos responsáveis. Inclusão social é sobre respeito e o que deve ser cultivado e renovado dentro de uma instituição, até mesmo para facilitar o convívio, diminuir conflitos, evitar situações de bullying e preconceitos.

Pensando dessa forma, as Faculdades Integradas do Norte de Minas – Funorte adaptaram as unidades e aderiram a estratégias de inclusão social de estudantes e comunidade. Além de espaço físico e adequação de computadores, a instituição, recentemente, adotou a Solução Rybená, ferramenta que possibilita a leitura de informações do site através de linguagem por sinais ou reprodução do texto por meio de áudio.

Segundo a gerente da assessoria de comunicação e marketing da instituição, Lucilene Porto, estas implantações são fundamentais para facilitar a comunicação entre a Funorte e a comunidade e possibilitar que todos tenham acesso à informação de qualidade. “É fundamental hoje, não somente nós enquanto instituição de ensino superior, mas também todos os tipos de empresa, que todos nós cidadãos consigamos nos comunicar. Então, o fato de estarmos com esta ferramenta é uma maneira de facilitar a nossa comunicação, ampliar o nosso público alvo, porque sabemos que existem muitas pessoas com necessidades especiais e, muitas vezes, elas ficam à margem de receber informação e, no nosso caso, informação de qualidade, já que somos uma empresa de dezenas de cursos superiores e uma instituição voltada para acolher todas as pessoas, sem exclusão. Então, acolhemos, comunicamos e inserimos todas as pessoas dentro da instituição, pois temos a missão de ensinar, educar e realmente, auxiliar para que essa pessoa seja transformadora no meio social em que vive”, destacou Lucilene.

Ela ainda diz que a Solução Rybená mostra para um público ampliado, sobre a instituição, onde funcionam as unidades, quais cursos e serviços oferecidos, além de resultados de pesquisas e trabalhos de extensão. “A inclusão desta ferramenta é um diferencial da Funorte, enquanto instituição que tem como visão estar antenada com as mudanças que a sociedade passa e ser referência em ensino superior de qualidade. A instituição tem implantado várias ações para facilitar e melhorar o acesso às pessoas que tem deficiência como, por exemplo, nas colações de grau, que recentemente tivemos formandos portadores de necessidades especiais e adaptamos a rampa e utilizamos guias. Então, temos prezado por ferramentas e ações para que consigamos atender a estas pessoas”, frisou a gerente.

Além da Solução Rybená, outros sinalizadores já foram aderidos pela instituição ao longo do tempo. O gerente de Tecnologia e Informação, Márcio Alan Custódio, ressalta quais foram as adequações feitas durante os últimos anos. “A Funorte sempre se preocupou com a inclusão das pessoas nos nossos ambientes internos e o público exterior. Assim, adequamos os espaços físicos com pisos táteis, braile ao acessar as salas, computadores de uso dos acadêmicos com Hardware e software. Além do site que, ao acessar um conteúdo, há uma assistente que faz linguagem de sinais ou reproduz o texto no formato de áudio. O grande objetivo destas ações é permitir que os alunos compreendam mais sobre a rotina de portadores de necessidades especiais, desenvolvendo o respeito pelo próximo”, destacou.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *