A Funorte divulgou resultado dos aprovados no projeto Startup Universitário, iniciativa do Governo do Estado de Minas Gerais, capitaneado pela Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (SEDECTES), que tem como principal propósito despertar a cultura empreendedora e o desenvolvimento dos ecossistemas universitários nas Instituições Públicas e Privadas de Ensino Superior.

Segundo o representante da Comissão de seleção e docente Funorte, Marcus Caldeira, “o programa capacita e apoia professores universitários para criarem nas Instituições de Ensino ações e programas que deem aos alunos a oportunidade de desenvolverem comportamento empreendedor, incentivando a abertura de novos negócios, apoiando a transferência de tecnologias e aumentando a densidade de startups no âmbito universitário. Esta ação será viabilizada através da geração de um ambiente favorável à construção das características e habilidades empreendedoras importantes para qualquer profissional despertar e/ou prosseguir com o interesse de abrir o próprio negócio”, destacou o docente.

Durante o processo, foram recebidos 147 currículos de acadêmicos dos diversos cursos da Funorte  e Fasi. Os critérios de avaliação foram os seguintes:

– Formação: Aluno matriculado e cursando um curso na mesma IES e campus de atuação do professor. Os professores representantes da Funorte/Fasi são Prof. Pedro Almeida (Diretor das Engenharias Integradas e da CPA) e os professores Cássio Dantas e Marcus Caldeira.
– Experiência prévia “desejável): Ter participado em projetos e iniciativas empreendedoras, tecnológicas e/ou inovadoras;

– Perfil: Perfil Empreendedor; Proativo, comunicativo, criativo; Capacidade de e relacionar bem com a academia-governo e empresas; Capacidade de criar e executar projetos inovadores e trabalhar em equipe; Noções básicas de mídias sociais.

Após o processo de seleção, que contou com análise de currículo e entrevista, os acadêmicos selecionados foram:

– Gilbert Uriel Braga Fernandes, acadêmico do curso de Medicina;

– Karen Pinheiro Couto, do curso de Jornalismo;

– Larissa Hiramatsu Gomes, do curso de Engenharia Civil.

As seguintes atividades serão desempenhadas:

– Auxílio na elaboração de ações, metodologias e processos junto ao professor universitário para atividades de empreendedorismo na Universidade no âmbito do projeto Startup Universitário e do programa Minas Digital.

– Contribuição para elaboração, gerenciamento e divulgação das ações e resultados relacionados as atividades de empreendedorismo e inovação desenvolvidas;

– Contribuição para o desenvolvimento de novos projetos que visem ao estímulo ao empreendedorismo e inovação tecnológica em Minas Gerais;

– Articulação de parcerias entre empresas, ICTs e agências de fomento e investidores visando ao fortalecimento do ambiente de inovação e empreendedorismo tecnológico da Universidade e consequentemente de Minas Gerais;

– Aplicação de cursos para o desenvolvimento de competências e habilidades nos alunos universitários;

– Atuação junto aos agentes de inovação espalhados pelo Estado para a execução de atividades de fomento ao empreendedorismo;

– Participação em reuniões e tomada de decisão.

Produtos:

– Realização de eventos de Empreendedorismo e Inovação;

– Participação em reuniões de trabalho;

– Participação em eventos, atividades, bancas de avaliação e visitas;

– Criação de programas de apoio a startup;

– Criação de clubes, ligas, e projetos de extensão que trabalhem empreendedorismo e inovação;

Segundo Marcus, “é muito importante incentivar o empreendedorismo, para formar profissionais mais preparados para os desafios do mercado de trabalho. Profissionais com espírito crítico e inovador, que poderão atuar com maior desempenho nas suas carreiras profissionais e, ainda, desenvolver a criação do negócio próprio”, finalizou o docente.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *