Um levantamento do Google, obtido pelo G1, mostra quais foram as perguntas mais buscadas no site sobre o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), durante as 24 horas do dia 19 de fevereiro, primeiro dia de inscrições.

São Paulo foi o estado com maior número de consultas sobre o assunto. Em seguida, vieram Minas Gerais, Rio de Janeiro, Bahia e Ceará. Na forma como os dados são computados, as diferenças populacionais são neutralizadas.

Veja abaixo quais foram as dúvidas mais comuns:

Como funciona o Fies?

O programa oferece financiamento para estudantes cursarem o ensino superior em universidades privadas. São duas modalidades:

Fies: Candidatos cuja renda familiar per capita seja de até 3 salários mínimos. Nesse tipo de financiamento, o pagamento será feito com juros zero.

Caso o estudante se encaixe nessa faixa de renda, só poderá participar do P-Fies se não houver vaga para o curso desejado na primeira modalidade.

Os candidatos aprovados no Fies deverão pagar durante o curso, mensalmente, uma taxa de coparticipação. Após a conclusão da graduação, o estudante quitará a dívida de acordo com sua realidade financeira. A parcela a ser paga por mês dependerá de sua renda.

P-Fies: Candidatos cuja renda familiar per capita esteja entre 3 e 5 salários mínimos. Nessa modalidade, o financiamento é feito por condições definidas pelo agente financeiro operador de crédito (banco).

Quem pode se inscrever no Fies?

Para se inscrever no Fies, é necessário:

ter participado do Enem a partir da edição de 2010 e obtido média aritmética das notas nas provas igual ou superior a 450 (quatrocentos e cinquenta) pontos e nota na redação superior a 0 (zero).

possuir renda familiar mensal bruta per capita de: a) até 3 (três) salários mínimos, na modalidade de financiamento do Fies; b) de 3 (três) a 5 (cinco) salários mínimos, na modalidade de financiamento do P-Fies (quando o agente financeiro é o banco).

Aqueles candidatos que já são bolsistas parciais do Programa Universidade para Todos (Prouni) podem buscar uma vaga no Fies para financiar os 50% da mensalidade.

Não é permitido que um estudante use o Prouni em uma universidade e o Fies em outra, ao mesmo tempo.

Quando começam as inscrições do Fies 2018?

As inscrições foram abertas na última segunda-feira (19) e irão até o dia 28 de fevereiro, no site http://fiesselecao.mec.gov.br.

Onde fica o primeiro acesso do Fies?

Os candidatos devem acessar o site http://fiesselecao.mec.gov.br e clicar em “Primeiro Acesso”.

Depois disso, é preciso digitar o CPF e a data de nascimento. O sistema buscará o boletim de desempenho do estudante no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) e pedirá que sejam registrados uma senha de acesso e um e-mail.

Em seguida, o candidato deve entrar em seu e-mail e abrir a mensagem enviada pelo Fies. Haverá um link de ativação para que o estudante possa se inscrever no programa.

Depois de ativar, é preciso retornar ao site do Fies Seleção e clicar em “já sou cadastrado”.

Agora, é só digitar a senha e o e-mail cadastrados.

O candidato precisará preencher os dados pessoais e informar a renda de cada membro de sua família (que more no mesmo domicílio).

Para concluir a inscrição, o estudante deve escolher uma das modalidades do Fies e, em seguida, selecionar até 3 opções de curso.

É possível mudar a opção de curso até o dia 28 de fevereiro, quando acabam as inscrições.

O que é conceito de curso no Fies?

O conceito de curso é a nota final de qualidade dada pelo Ministério da Educação (MEC) aos cursos de graduação de instituições de ensino superior credenciadas.

Na inscrição do Fies, o sistema pede que o aluno preencha qual a nota do curso no qual o candidato quer estudar. Para descobrir essa informação, é preciso entrar no site http://emec.mec.gov.br/.

Em seguida, basta usar um dos filtros disponíveis. No exemplo a seguir, o objetivo é descobrir o conceito de curso de fisioterapia na PUC-SP:

Passo 1- Clicar em “Consulta avançada” e digitar o nome da instituição, o município, o tipo de credenciamento (se é presencial ou EAD) e o código de verificação.

Passo 2- Após clicar em “avançar”, o sistema mostrará a lista de cursos da instituição.

Passo 3- Depois de clicar no curso, o sistema mostrará vários dados: data de início de funcionamento, carga horária, etc. Na parte “Histórico dos índices do curso”, é necessário ver a linha de 2017 e o número que está abaixo de “CC” (Conceito de Curso).

Fonte: https://g1.globo.com/educacao

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *