O Jornalista é o profissional responsável por buscar informações e notícias em diversas áreas, divulgando-as ao público em geral, de acordo com os fatos e ocorrências do momento, transmitindo-as através de todos os meios de comunicação disponíveis, assim como: Internet, rádio, televisão, jornais, assessoria, etc.

Vanessa Rodrigues Araújo, 25 anos, natural de Belo Horizonte- MG, graduou-se em Jornalismo pelas Faculdades Integradas do Norte de Minas – Funorte em 2014. Posteriormente, especializou-se em Cinema e Audiovisual. Atualmente, exerce a função de assessora de imprensa.

A egressa relata que desde o ensino médio existia o interesse em cursar Jornalismo, porém a oportunidade surgiu quando conseguiu o Prouni (Programa Universidade para Todos). “O curso de jornalismo possui excelentes professores e ótima coordenação e permite ao aluno se aproximar da prática jornalística”, diz.

A profissional faz uma análise dos desafios que são inerentes à profissão e qual a melhor forma para superá-los. “Acredito que, hoje, o maior desafio do profissional da área de comunicação é a desvalorização. A cada dia mais os empresários ou diretores insistem que não é necessário um profissional capacitado para cuidar da comunicação das empresas. O resultado é um serviço feito por uma pessoa que não entende os princípios da profissão e que não consegue dialogar com os clientes, com o público em geral e com a imprensa. Por outro lado, os jornalistas que trabalham em veículos também enfrentam dificuldades, visto que a credibilidade da imprensa tradicional tem caído drasticamente. É preciso que a classe se una para definir ações que possam reverter à situação”, pondera.

Do período da graduação, Vanessa guarda boas lembranças, uma vez que foi um período em que conheceu pessoas e fortaleceu amizades. “Conhecer novas pessoas, de diversas cidades da região e suas lutas diárias para concluir o ensino superior é a melhor parte da faculdade. É inspirador. Os professores também são extremamente importantes nesse período. Temos a oportunidade de conhecer profissionais com anos de carreira, com experiências boas e ruins para contar e isso faz com que nos identifiquemos (ou não) com a área”, relata.

Com avanço tecnológico nos últimos anos a responsabilidade do jornalista aumentou, pois é preciso ficar atento na veracidade dos fatos. Nesta perspectiva, Vanessa revela que: “as notícias falsas são extremamente prejudiciais para a sociedade. O estrago que uma informação mentirosa pode causar é enorme. Nessa que chamamos a ‘era da pós-verdade’, na qual as crenças pessoais têm mais valor do que os fatos em si, é preciso ser vigilante. Sempre oriento as pessoas que têm dúvidas a realizarem uma pesquisa em uma fonte segura, principalmente se foi recebida em alguma rede social”, finaliza.

Cassiano Veloso

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *