Evento reuniu estudantes, colaboradores, ambientalistas e órgãos responsáveis na primeira edição da caminhada

A Funorte realizou a I caminhada “Eu Caminho Pela Vida”, na manhã do último sábado, dia 11 de fevereiro. A atividade que faz parte do projeto Pura Vida, criado pelas faculdades Funorte e Fasi desde 2016, teve trajeto de 6 km, saindo do Haras Disparo com destino final na Cachoeira das Três Irmãs.

Para a abertura, todos os participantes desfrutaram de um delicioso café com frutas, biscoitos e sucos para que a hidratação começasse antes mesmo do trajeto.

Essa primeira ação já demonstrava aos participantes o porquê de sua criação: conscientizar, sensibilizar e informar sobre as atitudes que cada um pode fazer diariamente pela preservação do meio ambiente e, em como as informações obtidas, podem servir de alerta para outras pessoas.

O ambientalista e fundador da ONG OVIVE, Sóter Magno, enfatizou a importância de eventos desse cunho, principalmente, criados por instituições de ensino superior:

“Acho de fundamental importância esse tipo de ação e, acho ainda, que deveria fazer parte da grade curricular de todos os cursos. A Funorte criou esse projeto e as pessoas que participarem terá a oportunidade de realizar e colocar em prática os conceitos do projeto. Aqui, ela está exercendo o papel dela como instituição de ensino”.

Com a presença de acadêmicos dos cursos de Educação Física e Ciências Biológicas, a caminhada teve também a presença da Polícia Militar do Meio Ambiente. Para o policial, cabo Edson Veloso, o evento “é importante para a CIA porque é o carro chefe: fiscalização e sensibilização das pessoas para que elas esqueçam um pouco a modernidade e olhe mais para o verde. Todas as pessoas são multiplicadoras da informação e da preservação”.

Durante o percurso, os trilheiros recolheram os lixos as margens da mata – garrafas de vidro e plástico, sacolas, bitucas de cigarro dentre outros. – Além disso, os estudantes e a equipe de organização pregaram placas com textos de incentivo e sensibilização ambiental para os futuros visitantes do local.

A coordenadora e professora do curso de Ciências Biológicas, Mariana de Castro, sabem da importância dessas ações para a vida acadêmica e para a sociedade como um todo: “Temos visto tantas tragédias provocadas pelo homem e tudo tem a ver com a degradação provocada pelo homem no meio ambiente. São pequenas atitudes que, se todos tivessem, a mudança seria gigantesca. Olha a quantidade de pessoas que dependem da natureza? Esse é um trabalho de conscientização e essa participação dos acadêmicos e da sociedade é essencial”!

Estevão Mendonça, um dos criadores do projeto Pura Vida, explica seu objetivo:

O principio básico é a sustentabilidade. Consumir sem que esse consumo venha a causar desequilíbrio ambiental e comprometer a vida das próximas gerações. Sustentar as nossas necessidades sem destruir a Vida. Essa é a ideia. Estimular e disseminar a conscientização sobre a importância de mudarmos os nossos hábitos e costumes na hora de consumir, utilizando de forma racional os recursos disponíveis pela natureza”.

 

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *