No último sábado, 06 de outubro, foi realizado o 5º Programa de Desenvolvimento de Pesquisadores – PDP, no campus JK da Funorte. O evento, que foi organizado pelo Centro de Pesquisa, contou com a participação de docentes, técnicos e alunos com o objetivo de trocar conhecimentos e experiências entre os pesquisadores.

Com tema “Desvendando os mistérios da bioestatística”, o PDP contou com oficinas ministradas pela docente e bióloga Mestre em Ciências Agrárias, Janini Tatiane Lima Souza Maia; e com o professor e engenheiro agrônomo, Crystian Lezid. Segundo Janini, o evento é importante por proporcionar a troca de vivências e compartilhamento de pesquisas desenvolvidas. “O PDP é algo que possibilita uma grande troca de experiências sobre temas importantes na realização dos experimentos e dos trabalhos científicos, além disso, os trabalhos são realizados sempre com o auxílio de algum professor que tem uma experiência maior em determinado assunto, o que torna a pesquisa ainda mais rica”, destacou.

Crystian ressaltou sobre o objetivo do tema abordado, que tem o intuito de resolver problemas relacionados à experimentação. “A finalidade desse curso é resolver problemas relacionados à experimentação, definição de tratamento, resolução de problemas e, essencialmente, ajudar os nossos professores e os nossos alunos a desenvolverem produtos com uma fundamentação técnica para tomada de decisão. O foco da experimentação é comprovar, de forma probabilística, com a margem de segurança do que se deve ou não usar em algum produto ou tratamento ou, se aquela forma de trabalhar, é realmente eficiente. Pois, para nós, enquanto professores, para os alunos e a crescente demanda da experimentação de produtos, a estatística experimental é a principal ferramenta para tirar conclusão, comprovar a eficácia de um produto e atingir, com segurança, a viabilidade de abertura de determinado negócio ou mercado”, frisou o docente.

No episódio, professores e estudantes pesquisadores, em grupos, debateram sobre o tema. Para o docente e administrador, Marcus Caldeira, a participação em um evento como este é uma forma de obter novos conhecimentos. “Estou presente na oficina do PDP com o objetivo de aprender sobre a estatística e suas ferramentas, uma oportunidade de aplicar estes conhecimentos em Trabalhos de Conclusão de Cursos por meio de orientações de TCC da nossa instituição. Tenho certeza que vamos aprender muito e trocar muitas experiências”, finalizou.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *