Egresso do curso de Biomedicina Funorte, Leonardo Ferreira foi aprovado em mestrado de Biotecnologia na Universidade Estadual de Montes Claros (Unimontes), que começa em maio de 2017. A linha de pesquisa que será desenvolvida é “Uso sustentável da biodiversidade” com enfoque em nefrotoxicidade e cultura de células. Ele argumenta que esta conquista não é tão simples quanto parece. “Formei em 2012 e, desde então, tenho estudado e participado de processos seletivos aqui e em outros municípios e estados. Em suma, foram quatro anos de tentativas. Acredito que o mais difícil é não desanimar e nem se defasar. Mantive contado com professores e alunos. Além disso, mantive uma disciplina de estudo, economizado para comprar livros, reservando tempo para leitura, participando de eventos e fazendo cursos com muita dedicação e investimento”, afirma.

O egresso destaca a importância da graduação em Biomedicina para sua aprovação no mestrado, pois, segundo ele, o curso forma pesquisadores, além dos docentes, que sempre incentivam os alunos a buscar este caminho.  “Os professores, não posso citar nomes, pois a grande a maioria sempre nos instigou à pesquisa, em sua maioria era composto basicamente por biomédicos e biólogos, eles lecionavam e viviam isto, não tinha como, fomos contagiados por eles. Eu particularmente amo trabalhar com análises e sou muito bom nisso graças aos professores da Funorte. Mas todo biomédico sai com “uma veia de pesquisador”. Estou tendo a oportunidade de viver esse sonho, de descobrir ou redescobrir algo, o mundo precisa de pesquisadores”, conclui.

Gabriel Mota

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *