Jornalismo

Informações Gerais

LOCAL DE FUNCIONAMENTO: Campus São Luís  – Rua Lírio Brant, 787 – Bairro: Melo Montes Claros/MG – CEP 39.401.063   –    (38)2101-9494
Coordenador de curso – Elpídio Rodrigues Rocha Neto

Elpídio Rodrigues Rocha Neto, possui graduação em Comunicação Social – Jornalismo pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG) e especialização em Docência do Ensino Superior com enfâse em Gestão Educacional pelo ISEMOC – SOEBRAS. Atualmente é funcionário da Associação Educativa do Brasil (SOEBRAS) como docente e coordenador do curso de Comunicação Social – Jornalismo das Faculdades Integradas do Norte de Minas (Funorte). Tem experiência na área de Comunicação Social, com ênfase em Jornalismo, Cinema, Histórias em Quadrinhos e Educomunicação. É coordenador e palestrante/debatedor do projeto Cinema Comentado da Secretaria Municipal de Cultura de Montes Claros (MG), desde 2004. É membro da Comissão Organizadora do Projeto Casa da Imprensa de Montes Claros (MG). Foi um dos idealizadores e Coordenador de Programação do I Festival de Cinema de Montes Claros (MG), realizado de 10 a 14 de janeiro de 2007.

Acesse o Currículo Lattes

Email: coord.jornalismo@funorte.edu.br

elpidiorochaneto@soebras.com.br

(38) 2101-9494

Modalidade – Bacharelado

Turno – Noturno

Enade –  Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes: Conceito “4” – 2013
Enade – Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes: Conceito “4” – 2009

Enade – Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes: Conceito “3” – MEC em 2006

Renovação de Reconhecimento do Curso – Avaliação Externa Conceito “4” – INEP em 2007

Um pouco de História e Jornalismo

A Faculdade de Comunicação Social – Jornalismo, em Montes Claros, foi idealizada com o firme propósito de atender à crescente demanda regional nesta área de atuação implementando objetivos de discussão crítica sobre a mídia e democratização da informação e do conhecimento.

Essas idéias nortearam a criação da Associação Educacional do Noroeste, Norte e Nordeste de Minas – ASSENE, instituição que manteria o Centro Regional de Estudos em Ciências Humanas – CRECIH, estabelecimento de ensino superior responsável pelo Curso de Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo.

Em 1997, o trabalho teve êxito com a publicação do Ato Autorizativo (Portaria Nº 2240) do Ministério da Educação e do Desporto, divulgado no Diário Oficial de 23 de dezembro de 1997. Em janeiro de 1998, aconteceu o primeiro processo seletivo e as atividades letivas iniciaram-se em 10 de fevereiro – na sede provisória onde, atualmente, funciona o Centro de Estudos Indyu.

Em 03 de julho de 2000, foi inaugurado o Campus JK da FUNORTE/ASSENE. As atividades letivas do segundo semestre já se iniciaram nas novas instalações, com três turmas num total de 134 acadêmicos. Em 2001, foi realizado o quarto Processo Seletivo e, nesse mesmo ano, graduou-se a primeira turma de jornalistas formados.

Em 2004, as instalações do curso foram transferidas para o Campus São Luiz. Em maio de 2006, foi publicada e reconhecida oficialmente a mudança de local de funcionamento para as instalações situadas no Campus São Luís, na Rua Lírio Brant, n°. 787, bairro Melo, na cidade de Montes Claros, estado de Minas Gerais.

Até 2007, o CRECIH foi mantido pela Associação Educacional do Noroeste Norte e Nordeste de Minas – ASSENE. Nesse ano, foi aprovada a transferência de mantença do CRECIH para a Associação Educativa do Brasil – SOEBRAS através da Portaria Nº 889 de 18 de Outubro de 2007.

Em novembro de 2007, o curso passou pelo processo de Renovação de Reconhecimento com a Avaliação Externa do INEP. Em outubro de 2008, O CRECIH e demais unidades do grupo SOEBRAS transformam-se, num processo de evolução acadêmica, nas Faculdades Integradas do Norte de Minas – FUNORTE. Entre 2001 e 2009, graduaram-se 294 novos profissionais de Jornalismo num total de 10 turmas já formadas.

Ao longo dos 11 anos de existência, o curso de Jornalismo foi se estruturando cada vez mais com as particularidades da região do Norte de Minas e as transformações tecnológicas e profissionais do próprio fazer jornalístico. Produtos comunicacionais como o Jornal Laboratório Vide Verso, a Rádio Corredor, o Laboratório de Imprensa, o Radiojornal Quinta Freqüência, o Jornal Mural, os Telejornais CRECIH Agora e Campus Notícia, o X da Questão e a Semana da Comunicação comprovam esse processo de crescimento constante.

Frente aos desafios e as possibilidades que surgem, o curso de Jornalismo mantém o esforço de agregar valores culturais, intelectuais, éticos e profissionais à formação de jornalistas capazes de lidar com as exigências teóricas, tecnológicas e práticas da profissão. E o caminho continua sempre em frente.

Missão/Objetivo

Perfil Profissional

Pefil Profissional

A Faculdade de Comunicação Social busca formar profissionais que atuarão como agentes do desenvolvimento humano e da coletividade através da formação de competências profissionais – sociais e intelectuais – para criação, produção, distribuição, recepção e análise crítica dos produtos da mídia, bem como das práticas sociais e profissionais a ela relacionadas.

Conscientizando o profissional para que seja suficientemente competente para posicionar-se, de forma ética, sobre o exercício do poder na comunicação, sobre os constrangimentos a que a comunicação pode ser submetida, sobre as repercussões sociais de sua prática profissional e sobre as necessidades da sociedade contemporânea em relação à comunicação social.

Principais Atividades

  • Produções de impressos alternativos;
  • Assessorias de comunicação;
  • Rádio, televisão, repórter fotográfico;
  • Jornalismo na internet.

Mercado de Trabalho

O mercado de trabalho para o profissional em jornalismo encontra-se em grande expansão no país e principalmente em Montes Claros. Suas atividades estão atreladas à imprensa escrita diária, semanários, emissoras abertas de televisão, emissora de canal a cabo, além de diversos canais de rádio AM e FM.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *