A psicologia tem 55 anos de atuação no Brasil e para homenagear a profissão, o curso da Funorte promoveu evento no campus Amazonas com o intuito de frisar os conceitos dessa atuação. O principal objetivo foi debater sobre a ética na formação e atuação do psicólogo, além das práticas exitosas da psicologia no Norte de Minas. Na programação, uma mesa de honra foi composta por psicólogos, filósofos e sociólogos, em uma dinâmica esclarecedora acerca do tema.

“A questão da ética na formação e atuação do profissional da psicologia, neste caso, tem um viés na parte clínica, escolar, hospitalar e social, já que o profissional está apto a trabalhar em diversas áreas. A ética é importante para todas as profissões e na psicologia não e diferente lidar diretamente com particular do paciente”, ressalta Marco Antônio, sociólogo da Funorte.  

Na oportunidade, Celina Alkimim, psicóloga fiscal do Conselho Regional de Psicologia, discutiu sobre os valores que permeiam a profissão

“Quanto mais puder viabilizar o espaço da profissão de reflexão sobre a qualidade do trabalho e psicologia, sobre os processos de informação, a temática ética faz parte para que esses profissionais possam executar sua função de maneira correta”, diz.

 De acordo com a psicóloga, a ética enquanto posição é demarcada e faz parte da vida de cada um além das questões profissionais. “Existem questões que podem interferir nos processos éticos profissionais. É importante saber qual o momento certo da quebra de sigilo, a vulnerabilidade das populações, isso tudo interfere nas questões especificas da ética profissional principalmente diante do cenário em que vivemos”, diz

O evento contou também com a presença da filósofa Alessandra Almeida de Souza, que fez uma relação da ética pessoal com a profissional. “A abordagem inicial que fiz, foi sobre a base familiar, algo que pode influenciar na ética profissional, justamente na questão de conflitos familiares, já que este grupo tem um papel fundamental na formação ética de cada individuo”, explica.

O psicólogo Obedir Gomes compartilhou experiências que viveu e que ainda vive na profissão, apresentou um olhar diferente para a sociedade, além dos valores éticos da profissão para os acadêmicos. “Isso fomenta ao acadêmico que está entrando na vida profissional ou iniciando o curso de Psicologia, a atuação em diversas áreas da profissão, desde a prática social até as responsabilidades do psicólogo. É importante lembrar da capacitação continuada porque atualmente vivemos em  uma sociedade com  muitos desafios”, ressalta.

De acordo com Ted Nobre coordenador da Clínica de Psicologia da Funorte, esse evento tem o objetivo de inserir o acadêmico na realidade da profissão.

“A semana da psicologia foi promovida pela instituição juntamente com o Conselho Regional de Psicologia e contou com a presença de vários  profissionais para falar sobre os desafios da profissão e a atuação do psicólogo na região do Norte de Minas, o objetivo é dialogar como os acadêmicos acerca das perspectivas, desafios e dificuldades na hora de atuar como profissional”, exemplifica.

 

 

 

 

 

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *