A Estratégia Saúde da Família (ESF) constitui um serviço de atenção à saúde à população brasileira. E, a partir do ano 2000, o cirurgião-dentista foi inserido na proposta do programa para oferecer cuidados odontológicos às famílias. Dessa forma, ampliou-se mais o mercado de atuação do profissional e de estágios de capacitação de estudantes.

Após atuação em algumas atividades extracurriculares na área, estudantes do 9º período do curso de Odontologia da Funorte em parceria com a professora especialista, Patrícia Helena Costa Mendes, decidiram criar a Liga de Odontologia na Saúde Pública – LAOSP. A aula inaugural da Liga aconteceu no dia 21 de novembro, no auditório da Faculdade Fasi.

Presente no evento, o coordenador do curso de Odontologia Funorte, Jairo Nascimento, ressaltou a importância que as ligas tem para a formação acadêmica.

“As ligas são entidades acadêmicas que oportunizam que o estudante tenha aprofundamento técnico nos conhecimentos adquiridos na graduação. Através dela, o aluno pode atuar em serviços de saúde pública e, inclusive, levar contribuição a população. Além disso, vivenciam ainda mais, conteúdos aprendidos em sala de aula, trabalham com pesquisa, evidências e ampliam seus conhecimentos”, destacou o coordenador.

A LAOSP tem o intuito de preparar profissionais capazes de atuar na saúde pública. Segundo a coordenadora da Liga, Patrícia Helena, “conseguimos aliar a minha formação com o objetivos da Liga, que é contribuir para a formação de acadêmicos com perfil para atuação no serviço público de sáude que envolve ter habilidade clínica, saber desenvolver ações coletivas com metodologias adequadas, ter consciência e habilidades de gestão em prol do fortalecimento do SUS, que hoje é uma grande área de atuação, um grande mercado para os recém formados”, frisou.

Durante a aula inaugural, os estudantes tiveram oportunidade de participar da palestra do Prof. Dr. Danilo Cangussu Mendes, com o tema “Como otimizar o tratamento restaurador no serviço público de saúde”. Segundo ele, “a escolha desta abordagem é justamente devido a necessidade de aprimorar a técnica e vários aspectos relacionados ao procedimento de estudo e desenvolvimento de habilidades em detrimento de situações que, muitas vezes, as pessoas julgam ser mais importantes que a própria habilidade, como por exemplo, diferentes materiais e equipamentos mais modernos. Então, o foco é mostrar que, nada adianta termos os melhores equipamentos e instrumentais se não termos uma técnica apurada e um correto uso desse materiais”, ponderou.

Acadêmica integrante da criação da LAOSP, Geovana Sarmento Rodrigues destacou a importância da Liga. “A proposta surgiu através de acadêmicos que buscam instigar o conhecimento em saúde pública, voltado para a Odontologia. Então, a Liga busca reafirmar a importância do serviço público e, com isso, aprimorar, capacitar e formar acadêmicos aptos a atuarem nesta área e mudar as perspectivas do acadêmico para que os mesmos tenham um olhar humano, ético, social e moral diante da sociedade”, finalizou a estudante.

Ainda no evento, a equipe de integrantes divulgou processo seletivo para ampliar a equipe de acadêmicos da LAOSP.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *