Diante dos novos alimentos fornecidos a população, a área de nutrição cada vez mais tem sido solicitada pela sociedade para avaliar a qualidade dos alimentos e os valores nutricionais dos mesmos.

Pensando neste tema, o curso de Nutrição da Fasi e Funorte, juntamente com o Instituto de Ciências Agrárias da Universidade Federal de Minas Gerais ICA/UFMG, tem realizado a análise de diversos alimentos comercializados em Montes Claros, dentre eles, orégano, queijo minas frescal, leite e óleos essenciais para a substituição dos conservantes e aditivos químicos.

Todas essas pesquisas têm o intuito de estimular o acadêmico para a pesquisa científica, com a orientação da professora Paula Karoline e o apoio da coordenadora do curso de Nutrição Ilana Gonçalves. “É uma oportunidade de conhecimento para o acadêmico com a realização das pesquisas no laboratório, possibilitando uma associação entre a teoria e a prática”, diz a professora Paula Karoline.

De acordo com os acadêmicos, a pesquisa tem demonstrado um crescimento e a formação de uma visão do curso. Segundo a aluna Thaís Dantas, do 7º período do curso de Nutrição é através de pesquisas de qualidade que saberes são consolidados, tabus quebrados e o conhecimento é levado a população, o que é fundamental para o crescimento da Nutrição. “A pesquisa possibilita aos acadêmicos o entendimento de que não há respostas prontas, que sua formação deve ser contínua e que estes podem, igualmente aos seus mestres, contribuir para o progresso e reconhecimento cada vez maior de seu curso e sua futura profissão”.

Para o acadêmico Rodrigo Prates: “o profissional nutricionista, além das áreas de saúde pública, nutrição clínica, alimentação coletiva e ensino também se insere e tem grande importância na pesquisa científica. Estes ramos de atuação, ainda pouco divulgados, possibilitam a descoberta e a certificação dos benefícios/malefícios ou ausência do efeito que diversos produtos, serviços ou atitudes podem proporcionar a vida humana, contribuindo assim, para a manutenção e promoção da saúde”, fala Rodrigo.

“O curso de Nutrição engloba várias áreas, dentre elas, a da pesquisa científica, que é de suma importância para nós profissionais nutricionistas. As pesquisas nos motivam para dominar o desconhecido e isso é fascinante! Nutrição, a profissão que encanta!”, diz a acadêmica Liliane Almeida.

 

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *