Foi realizado na manhã desta segunda-feira (07), Aula Magna do curso de Gastronomia Funorte. Na ocasião, os acadêmicos tiveram orientações de docentes e convidados sobre como organizar projetos e planejar novos empreendimentos.

O professor responsável, Marcus Caldeira, ressaltou que o objetivo do evento foi, além de formalizar o início do semestre letivo do curso, orientar os alunos que irão iniciar, neste período, o Projeto Integrador Multidisciplinar (PIM). “O PIM é um trabalho que começa no 4º período, ou seja, um plano de negócios e criação de uma empresa ou novo empreendimento da Gastronomia. Este projeto possibilita que o aluno exerça todas as ferramentas necessárias para empreender”, frisou o professor.

Leonardo Oliveira, representante do Sebrae/MG, foi convidado a palestrar sobre o tema “Empreendedorismo”. Ele falou das oportunidades e de como as consultorias podem ajudar quem deseja iniciar um negócio. “Nosso objetivo é orientar e minimizar risco para quem está chegando no mercado. Hoje, o profissional tem que reinventar e encontrar formas de ser diferenciado. Então, o Sebrae oferece ferramentas para orientar estes novos empreendedores”, destacou o palestrante.

Magnum Raphael Zuba Martins é egresso do curso de Gastronomia e participou do evento. Ele deu dicas de como se preparar para fazer o PIM. “Este projeto exige muita dedicação. Você terá que abrir mão de coisas para conseguir concluir bem seu trabalho e, principalmente, escolher um colega que esteja empenhado em te ajudar. Uma dica é colocar todas as ideias no papel para não esquecer depois e não deixar para a última hora, pois é um trabalho difícil, mas que você sente um alívio quando é aprovado. E depois de tudo, você consegue enxergar onde errou e o que pode melhorar caso queira executá-lo”, destacou o egresso.

A acadêmica do 4º período, Katiuscia Fernandes, ressaltou sobre a importância do tema. “Esta discussão é fundamental para nós que vamos iniciar o PIM, neste semestre. É uma maneira de abrir nossa visão e conseguir montar um bom projeto”, concluiu a estudante.

Greiciely Rodrigues

 

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *