Acadêmicos do curso de Administração da Funorte realizaram visita técnicas para aplicação de conhecimentos adquiridos em sala de aula. No cronograma, os estudantes conheceram a fábrica de automóveis da Fiat, em Betim, e a fábrica têxtil, Cotenor, em Montes Claros.

O estudante do primeiro período, Hebert Santos, participou da viagem à Betim e diz perceber o potencial que o país tem nas indústrias.  “O que eu achei de mais interessante foi a capacidade de uma simples viagem contribuir imensamente com nosso aprendizado. O conhecimento adquirido é gigantesco. Ali consegui ter uma pequena ideia da capacidade que nosso país possui. A Fiat possui um ambiente excepcional, organizado, limpo e saudável, deu para perceber nos colaboradores em que lá atuavam”, diz

O acadêmico do curso de Administração Funorte, Leonardo Andrade Velloso, teve grande absorção de conhecimentos ao ver em prática a teoria aplicada pela Cotenor. “O mais proveitoso foi perceber o grande empreendedorismo ali instalado. Podemos notar a visão da Administração por todos os setores, sendo eles bem organizados e com funções bem definidas”, explica.

Os acadêmicos conheceram os processos produtivos e administrativo da grande indústria. O professor do curso de Administração da Funorte, Marcus Caldeira, relata que nas visitas podem internalizar os conhecimentos teóricos desenvolvidos no curso. “Os acadêmicos participaram ativamente da visita, zelando pela pontualidade e segurança determinados pela empresa e aproveitando a oportunidade, elaborando questões para explorar a experiência dos representantes da empresa que conduziram a visita técnica”, diz.

A estudante, Saionara Lopes, explica que as visitas propuseram a oportunidade de conhecer empresas de grande porte, industrial e econômico. “O que extrairmos foram as atividades em equipe, pois são vários departamentos que depende do trabalho em conjunto para que os produtos cheguem com boa qualidade ao cliente. Todas as etapas de um processo como a chegada da matéria prima até o produto final são trabalhadas de formas ordenadas”, finaliza.

Marcus Braz

 

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *