O curso de Fisioterapia da Funorte prepara profissionais para atuar na prevenção e promoção da saúde, assim como na reabilitação de indivíduos. Segundo Luciane Vieira, que coordena o curso da instituição: “a graduação busca também formar profissionais críticos-reflexivos, éticos, com conhecimentos teóricos e práticos, sensíveis aos problemas da sociedade, capazes de intervir no processo saúde-doença, promovendo a autonomia sobre a saúde e o compromisso com a qualidade de vida da população”, afirma.
A coordenadora frisa sobre o diferencial que é a vivência prática do aluno durante a graduação, com estágios nas áreas de Ortopedia e Traumatologia, Reumatologia, Pneumologia, Cardiologia, Ginecologia e Obstetrícia, Neurologia, Pediatria, Geriatria, Fisioterapia Preventiva, Fisioterapia Desportiva, Ergonomia, Reeducação Postural e Hospital geral.
De acordo com Luciane Vieira, o profissional pode atuar no tratamento e prevenção de doenças e lesões, através de técnicas como massagens e ginástica, ajudando na recuperação de acidentados, portadores de distúrbios neurológicos, cardíacos ou respiratórios. Algo que pode auxiliar e restaurar a capacidade física e funcional do paciente. Além dos tratamentos à base de água, quente, frio e aparelhos específicos.
“O mercado de trabalho é bastante promissor e a demanda por esse profissional cresceu bastante em hospitais, unidades básicas de saúde, centros de referências e no programa saúde da família, clínicas, casa de longa permanência, unidade de terapia intensiva e infantil, berçários, centros de reabilitação, escolas especiais, atendimento domiciliar, clubes esportivos, empresas, consultorias em ergonomia, órgãos governamentais, na área da docência e vários outros setores que solicitam a atuação deste profissional”, afirma.
Luciane Vieira completa que: “a instituição oferece ao acadêmico uma estrutura, com laboratórios completos e com equipamentos modernos, corpo docente formado por mestres e doutores, além disso, o curso possui a Clínica Escola de Fisioterapia onde os alunos começam seus estágios práticos desde o início do curso, além disso, eles contam também com a estrutura do Hospital das Clínicas Mario Ribeiro”.
Para a coordenadora os acadêmicos matriculados no curso de Fisioterapia terão nas aulas práticas excelentes oportunidades de exercer o que foi aprendido em sala de aula, sendo essa relação fundamental para uma formação de qualidade em todos os níveis de atenção à saúde com base no rigor científico e intelectual.

Gabriele Santos

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *