O colégio Ìmpar Escola de Criança faz a alegria das famílias carentes da comunidade próxima ao aterro sanitário, e das crianças do abrigo, com doações de mantimentos e suprimentos arrecadados por colaboradores, pais e alunos da escola.  As famílias carentes que vivem na comunidade a beira do lixão, de Montes Claros, vem recebendo auxílio do Ímpar que ajudam no sustento.

A escolha das pessoas a serem ajudadas partiu da sugestão da professora Rejane França, que já conhece a comunidade. Há anos, ela vem contribuindo para dar suporte as pessoas necessitadas e com dificuldades, transmitindo o espírito solidário. “Eu vivo ajudando essas pessoas. Me sinto realizada e peço doações sem parar, ajudo a todos. Toda vida eu faço isso,  pois minha mãe era assim.  Sinto-me realizada” diz

As doações foram arrecadas pelo colégio através de projetos, como a Páscoa Solidária, em que teve como foco ressaltar e ensinar as crianças sobre o amor ao próximo e a solidariedade. A professora do quinto ano, Kátia Idalina, levou alguns de seus alunos, representantes das turmas, para que pudessem conhecer o quanto é importante a realização de ações como essa. “Um momento único de aprendizado e de formação de valores. Valores humanos cada vez mais raros no mundo de hoje e por isso cada vez mais importante. É uma experiência para toda vida”

Em uma das visitas, a colaboradora e mãe, Cristiane Costa, pode acompanhar sua filha, aluna do Ímpar, a entrega das doações à comunidade do Lixão. Ambas puderam presenciar o grau de dificuldades que as famílias passam vivendo em situações precárias. Cristiane explica que essa experiência foi uma lição de vida para a filha. “Ela ficou ressentida, pensativa. Expliquei para ela que isso existe, bem perto de nós e não em novelas. Precisamos dar valor e aprender a dividir as coisas. Ela tem esse lado solidário, mas não tem noção dessa precariedade, que é a situação dessas pessoas. Isso fez com que ela refletisse”, relata.

O recebimento das doações trouxe alegria às crianças carentes de um abrigo em Montes Claros. A coordenadora da casa de acolhimento, Neuza Gomes, ressalta a felicidade deles ao receberem os presentes.  “Foi de grande importância, as doações ajudaram muito, as roupas de frio vieram em ótima hora. As crianças ficaram radiantes com as roupas e os brinquedos. Precisamos de ações como essa em nossa comunidade”, enfatiza.

Marcus Braz

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *