Assédio sexual e moral, submissão da mulher em relação ao homem e a “cultura machista”, esses foram alguns dos temas abordados na IV Roda de Conversa, realizado na tarde desta quinta-feira (30/03), na Faculdade de Saúde Ibituruna – Fasi.

Durante muito tempo a mulher foi representada na sociedade como sexo frágil, submisso e com funções pré-estabelecidas. Mas com o passar dos anos, a sociedade foi se modificando e as mulheres conquistando cada vez mais o seu espaço.

No entanto, ainda é constante na sociedade atual a presença da violência contra a mulher no trabalho, como relata a Advogada Renata Franco. “O assédio moral se caracteriza pela intimidação, perseguição e humilhação da vítima. Já o assédio sexual, se constitui pela chantagem praticada por um superior hierárquico provocando sentimento de inferioridade, vulnerabilidade e raiva na vítima” afirma. Ela ainda explica que as ações de conscientização ajudam a romper com a cultura do silêncio: “o silenciamento contribui para que a vítima encontre uma grande dificuldade de se reconhecer na situação de violência sexual e moral”, diz.

A psicóloga e analista da Polícia Civil Iara Biondi explica a situação de submissão que as vezes são impostas na relação entre homem e mulher: “o conceito equivocada e ainda existente na sociedade atual que a mulher tem que ser a ‘dona de casa’ e apenas o marido tem o direito de constituir uma carreira profissional contribui para essa ideia de inferioridade, mas felizmente esse cenário vem se alterando e as mulheres conquistando seu espaço”, relata.  

A advogada e assessora parlamentar Flavia Guimarães ressaltou a importância da representatividade feminina em todas as esferas da sociedade, em especial na política: “com uma maior participação da mulher nos autos escalões é possível a criação de mais políticas sócias voltadas para a retirada da mulher em condições de inferioridade econômica e identificação das mulheres como detentoras de direitos igualitários” conclui.

Wallace Borges

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *