Neste mês é realizada a campanha de conscientização sobre o câncer de mama e os cuidados que a mulher deve ter com corpo. E se tocar e conhecer o corpo são uma das formas de diagnosticar a doença.

 Nesta segunda-feira, 22, colaboradoras da Funorte, campus JK participaram de uma roda de conversa sobre o Outubro Rosa.  Antes de iniciar a atividade, as colaboradoras fizeram um exercício de relaxamento.  A palestrante, Ana Cristina, coordenadora do NOPP, trouxe para o contexto,  música e pediu para que elas destacassem o que acharam de mais interessante na letra da melodia e no clipe.

A roda começou com os pontos de vista a partir dessa música. Nessa conversa foram abordados assuntos como a sexualidade feminina e porque falar disso ainda é um tabu, como o toque e o autoconhecimento do corpo podem detectar o câncer mais cedo e ainda sobre a valorização do corpo feminino. Houve também um momento para debater a doença, no qual pessoas que já passaram pela enfermidade deram seus depoimentos.

Renata Gusmão, uma das colaboradoras que participou, ressalta a importância da roda de conversa. “Esse tipo de atividade é muito importante, pois às vezes temos alguma dúvida e pesquisa na internet, mas fica por isso mesmo. Com estas atividades nós temos a liberdade de perguntar e falar sobre esses assuntos que foram abordados aqui e tirar nossas dúvidas e compartilhar experiências”, finaliza Renata.

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *