Em alta, radiologia exige profissionais bem preparados para atuar no mercado de trabalho

Com perspectiva de crescimento, o curso de radiologia vem despertando a atenção de estudantes que querem vaga garantida no mercado de trabalho, além do investimento em uma carreira com oportunidades variadas. O Colégio Brasileiro de Radiologia e Diagnóstico por Imagem, entidade que representa a especialidade no país, espera uma ampliação significativa neste ano.

Especialistas e profissionais da área engrossam o coro. “A radiologia é, com certeza, uma das áreas que mais cresce no segmento da saúde e está em franca expansão. A profissão exige conhecimento médico e tecnológico. Isso a torna complexa, mas atraente”, afirma o vice-presidente do Colégio Brasileiro de Radiologia, Ronaldo Magalhães Lins.

A qualificação está entre as principais exigências, já que a carreira demanda aliar tecnologia e conhecimentos clínicos. “Os equipamentos são atualizados constantemente e o profissional precisa ter domínio para diagnosticar a patologia através da imagem”, acrescenta Ronaldo Lins.

LACUNA
Mesmo com uma gama de formandos, faltam radiologistas preparados para atuar no mercado de trabalho. Para preencher esta lacuna, as Faculdades Unidas do Norte de Minas (Funorte), com sede em Montes Claros, lançam uma graduação tecnológica.

“Estamos acompanhando uma demanda forte da região. A busca por profissionais capacitados para essa área é crescente. O curso chega para atender a essas vagas”, diz Luciana Santana, diretora do campus Amazonas, onde as aulas serão ministradas.

Segundo ela, a graduação em radiologia vem com um grande diferencial. Além de aprender as práticas de diagnóstico e avaliação das imagens, os alunos serão preparados para gerir esses setores em clínicas e centros de saúde. “Essa também é uma tendência nos cursos da área. O mercado busca pessoas com esse diferencial”, garante.

NA PRÁTICA
Diretor da Soebras, Ruy Muniz reforça que a graduação tecnológica em radiologia é uma grande oportunidade para a juventude que está focada no emprego. “É uma profissão de alto valor agregado. As pessoas trabalham apenas seis horas por dia e têm um salário muito bom”.

Segundo o gestor, os universitários viverão a prática da radiologia desde o início da graduação. “É para que aprendam fazendo. O curso é de excelência, com os melhores equipamentos, os melhores professores e com aulas no melhor hospital de Minas Gerais, o Doutor Mário Ribeiro da Silveira”, afirma Ruy Muniz, que ainda acrescentou: “somos pioneiros nesse curso, temos ele em vários lugares do Brasil, em BH, Brasília, SP, e agora estamos lançando em Montes Claros”.

As inscrições para o processo seletivo do curso na Funorte estão abertas, e dois vestibulares estão agendados para o próximo fim de semana. A previsão é a de que as aulas comecem em fevereiro, com duração de dois anos e meio. Outras informações pelo site funorte.edu.br ou pelo telefone (38) 2101-9292.

http://onorte.net/educação

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *