Nesta terça-feira (19), acadêmicos e colaboradores da Funorte JK participaram de culto ecumênico idealizado pela direção do campus. A celebração, que aconteceu nos períodos matutino e noturno, contou com a presença do padre Fernando Soares e pastor Antônio

A diretora de Saúde da unidade JK, Ana Paula Nascimento, ressaltou sobre a importância de falar sobre o evangelho dentro da instituição. “Compartilhar o evangelho com nossos alunos e colaboradores é fundamental para que possamos desenvolver espiritualmente, renovar nossa fé e fortalecer os laços entre todos da unidade”, frisou a gestora.

A cerimônia foi conduzida com músicas de louvor e reflexões. Segundo o padre, esta abertura do ambiente acadêmico é um resgate do evangelho. “Abrir a instituição e dar espaço para se falar do evangelho é muito importante porque isto é algo que se distanciou muito. Então, ver o ambiente acadêmico permitindo esta interação é muito bom, é um resgate da doutrina, em que percebemos a proximidade do evangelho com nossa vida, pois onde tem ser humano, tem a necessidade de beber desta água viva”, frisou o padre, que falou ainda sobre a valorização da vida.

“É fundamental pedir as bênçãos de Deus, em uma instituição reconhecida, em que pessoas trabalham o dia inteiro, estudantes que pegam estradas, que lutam por um espaço no meio profissional e, neste mês de setembro voltado para a valorização da vida, precisamos voltar nosso coração para o amor de Deus, pois onde seu amor chega, as coisas são transformadas porque Ele é gentil e na gentileza de abir este espaço, com certeza Ele faz parte e caminha conosco. Então, é importante caminhar com Ele e clamar para estar ao nosso lado”, destacou o padre Fernando.

O momento de reflexão e espiritualidade teve como tema “Como fazer a escolha de ser feliz?”. Para o pastor Antônio, é extremamente essencial falar sobre isto no mês que é destinado à prevenção do suicídio. “Todo tipo de pessoa está sujeita ao suicídio, antes era bastante limitado, mas hoje atinge de uma maneira impressionante a ponto de criar o setembro amarelo para tentar prevenir esta questão que está tão difícil ser enfrentada atualmente. Então, esta faculdade nos coloca num tema com uma reflexão tão importante, pois felicidade é algo que é buscado desde que o homem é homem, já foi plantado em nós a graça de sermos felizes, porque Deus nos fez a sua semelhança, assim somos seres felizes. O estar feliz são momentos, mas o ser feliz é um estado constante, que por mais que não estejamos passando por momentos de alegria ou passando por momentos infelizes ou traumáticos, ainda assim, consigo sorrir porque o mais importante não é o que está ao meu redor, e sim, o que eu sou”, ressaltou o pastor.

A acadêmica do 2º período do curso de Nutrição, Karine Fernandes, falou da importância deste momento de reflexão. “Com a rotina de estudos, muitas vezes nos afastamos ou diminuímos o tempo voltado à Deus. Então, participar de um momento como este dentro da instituição é uma experiência única de renovação de fé e amor”, concluiu a estudante.

Greiciely Rodrigues

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *