Durante o mês de janeiro foi proposta uma nova campanha, designada Janeiro Branco, cujo objetivo é nos atentar para a importância da saúde mental. Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), transtornos mentais afetam 700 milhões de pessoas no mundo. No Brasil, por exemplo, 10% da população sofre com a depressão, que é uma das doenças mentais que mais atinge os cidadãos e que tem como características a tristeza, a baixa autoestima, o pessimismo e o desânimo.

Ted Evangelista, psicólogo e coordenador da Clínica Escola de Psicologia da instituição, fala sobre a relevância que tem nossa saúde mental e o que a compõe. “É cada vez maior o número de casos de depressão, ansiedade, fobias, procrastinação e autoextermínio. O que nos faz refletir o quanto é importante cuidar dos aspectos emocionais. Assim como temos consciência no cuidado preventivo com o corpo, precisamos alcançar a mesma consciência em relação à saúde mental e prevenir é a melhor estratégia! Cuidar da saúde mental é uma questão de saúde pública, que vai do coletivo ao individual.”

A inspiração para a campanha “Janeiro Branco” surgiu de outra, designada Outubro Rosa, todavia em vez de conscientizar sobre o Câncer de Mama, este recente movimento foca em questões relacionadas à saúde mental e a verdadeira felicidade dos seres humanos.

“A proposta é mudar a compreensão sobre a saúde psíquica, promovendo acesso ao conhecimento sobre saúde mental e quebrando tabus relacionados à ideia de resistência de procurar um psicólogo. Por isso, agir com responsabilidade significa cuidar de si e o outro, garantindo um equilíbrio saudável em relação à saúde geral, em relação à saúde mental e em relação à vida”, ratifica Ted.

Hellen Patriny

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *