Acadêmicos do 2º período do curso de Biomedicina da Funorte campus JK realizaram, nesta quarta-feira, visita técnica ao laboratório de plantas medicinais do Instituto de Ciências Agrárias da UFMG.

O objetivo da atividade foi proporcionar que os alunos conhecessem os procedimentos realizados neste laboratório, relativos às análises de óleos essenciais e extratos oriundos de plantas utilizadas como fonte terapêutica.

Além da presença da doutoranda Karoline Paulino e da graduanda Gabriela Soares, a visita contou com a presença do professor Ernane Ronie Martins, responsável pelo laboratório e um dos grandes nomes nacionais na área de plantas medicinais.

Os alunos puderam analisar o aroma e a estrutura de algumas plantas estudadas no laboratório, sendo a maioria nativa da região como o alecrim-pimenta (Lippia origanoides L.). O docente, ainda, abordou sobre os princípios ativos característicos de cada amostra, bem como a combinação de cada um, que propicia o aroma diferencial de cada planta e ressaltou sobre como o mercado de perfumaria utiliza tais aromas, e como é feita a combinação entre estes para a obtenção do produto final, que é comercializado na forma de perfumes, hidratantes, aromatizantes de ambientes, entre outros.

Segundo a professora que acompanhou os alunos, Dra. Janini Tatiane Lima Souza Maia, esta experiência é fundamental, pois contribui muito para ampliar os conhecimentos do acadêmico. “A troca de informações e experiências é de suma importância para a formação de nossos acadêmicos. Abre novos horizontes e possibilidades de forma a fomentar em cada um o interesse por mais conhecimento e em especial para a pesquisa. O Instituto de Ciências Agrárias da UFMG, na pessoa do professor Ernane sempre tem sido parceiro em projetos de pesquisa desenvolvidos por meus orientados. Como docente e pesquisadora espero que meus alunos reconheçam como a pesquisa é parte indispensável do processo de desenvolvimento de um país”, frisou a docente.

Para encerrar a visita, foi realizada uma roda de conversa e após, os alunos tiveram acesso à extração de óleo essencial de capim-santo (Cymbopogon citratus L.) por hidrodestilação e aprenderam sobre a diferença nos métodos de extração de óleo essencial existentes.

 

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *