Na última quarta-feira, 30 de agosto, o campus São Norberto da Funorte recebeu a oficina Micro Empreendedor Individual- MEI, um programa do governo Federal que foi ministrado por técnicos consultores do SEBRAE.

O MEI é uma ferramenta para micro empreendedor se formalizar e ter acesso aos benefícios do governo. Ela foi instalada em uma estrutura para que os participantes se cadastrarem com o objetivo de fomentar o empreendedorismo na região do Norte de Minas.

O docente do curso de Administração, Marcus Caldeira, que faz parte da coordenação e monitoramento da Segunda Semana de Empreendedorismo de Montes Claros afirma que: “o público é formado por pessoas que já tem um negócio ou que querem montar um negócio e que querem empreender de forma criativa, visando capacitação e qualificação para lidar com o mercado”, diz.

O estudante Luis Gustavo de Almeida participou da oficina para se capacitar. “Minha mãe tem um loja e vai passar esse comércio para o meu nome e, por esse motivo, quis participar da palestra para me qualificar e ficar apto para manter o negócio”, fala.

Os técnicos do SEBRAE explicaram o passo a passo para o cadastro e esclareceu dúvidas acerca do Micro Empreendedor Individual- MEI. Durante a oficina, um vídeo foi apresentado para mostrar uma micro empresária da Bahia, que conseguiu empreender no negócio de bijuteria.

“O objetivo é mostrar que o empreendedorismo é algo simples que pode surgir desde um pequeno negócio até uma grande ideia, o vídeo mostra a história da participante que vive na Amazônia e viu nos recursos naturais a oportunidade de empreender um negócio que deu certo. Ela viu a necessidade de se capacitar e foi quando ela buscou o SEBRAE  para regularizar como  micro empreendedor”, relata Yuri Brito, profissional em atendimento do SEBRAE.

Kátia Leite é egressa do curso de Administração da Funorte, formada no ano de 2014. Atualmente trabalha como profissional em atendimento no SEBRAE, dando apoio aos Micros empresários de Montes Claros e região. “Hoje foram apresentados as características do micro empreendedor individual, uma categoria empresário que veio para auxiliar a atividade econômica e que não estava regulamentado, além disso, desburocratizar o acesso para que ele não precise pagar autos tributos e apresentamos também todos os benefícios”, afirma.

Gabriele santos

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *