Público foi formado por calouros de quatro cursos da instituição e com a participação de coordenadores

Em 1946, a Organização Mundial da Saúde aprovou um conceito que pretendia ampliar a visão do mundo a respeito do que seria estar saudável. Ficou definido então que “a saúde é um estado de completo bem estar físico, mental e social e não apenas a ausência de doença ou enfermidade”.

Segundo IBGE (2011), o hábito alimentar do brasileiro tem sido marcado pelo consumo excessivo de sódio, açúcar e gorduras saturadas levando a um aumento do risco de doenças crônicas não transmissíveis como hipertensão arterial, obesidade, diabetes e dislipidemias que, por sua vez, aumentam o risco do infarto e do derrame cerebral.

No campus JK, das Faculdades Funorte, sob a coordenação e organização do curso de Nutrição, alunos, professores e egressos se reuniram para falar sobre alimentação, mercado de trabalho, dificuldades e barreiras da profissão, além de especificarem o que cada área contribui com a saúde da população, na noite desta quinta-feira 30.

O evento, formado por acadêmicos dos primeiros períodos de Farmácia, Nutrição, Psicologia e Biomedicina, um público de pelo menos 120 pessoas, o momento foi de conhecimento, interação, expressividade e informação através de uma mesa redonda.

O debate foi feito inteiramente pelos egressos da instituição que compuseram a mesa de honra. Esta foi composta por: Maximino Bezerra Júnior – Biomédico, Mestre e Doutor em Neurociências pela UFRJ (2008); Adenilson Rodrigues Chaves – Farmacêutico, RT do Laboratório Municipal de Doenças e Notificação e agravos, Coordenador do NASF de Varzelândia(2016); Gabrielle Ferreira- Atua no CRAS, no CREAS (2015) e Liliane Almeida Nutricionista – RT do Hospital do Câncer de Montes Claros – Especialização em andamento em Nutrição e Câncer(2016).

Para os acadêmicos Scarlete Ferreira Carvalho (Psicologia), Rafael Aires Fernandes Soares (Farmácia) e Ramony Rodrigues Fonseca (Nutrição), a expectativa pelas explicações dos ex-alunos será grande. Cada um deles já tinha uma opinião formada sobre as informações que seriam obtidas naquele momento:

“Eu já trabalho em farmácia há um tempo e me identifico com a área, para mim isso aqui, só reforça minha vontade em me especializar e transmitir conhecimento para a cidade”, afirma Rafael.Enquanto isso, Scarlete reforça o que ela espera aprender com os egressos e na companhia de outros colegas,“quero levar o meu aprendizado para a população em geral com a ajuda de outros profissionaisno dia a dia”. Já Ramony é direta e completa a entrevista com a seguinte expressão: “Nos formamos com o objetivo de ajudar as pessoas etorná-las cada dia mais saudáveis e, hoje, vemos isso!”

A organizadora do evento e coordenadora do curso de Nutrição do campus JK, Érika Jovânia Alves, explicou o objetivo do evento realizado pela primeira vez e o porquê convidar outros cursos para participar do momento:

“Eu sempre abordo em sala de aula a importância do trabalho multidisciplinar. Trazer o egresso para esse eventoé justamente para falar sobre as experiências vividas na área que escolheu atuar. Isso é fundamental para os acadêmicos, principalmente do 1º período”e completa, “os cursos escolhidos para estarem aqui oferecerão a interação que os acadêmicos precisam entre as áreas”.

Camila Serra

 

 

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *