Na última semana, acadêmicos do 4º período do curso de Medicina Veterinária Funorte participaram de aula em que o tema de estudo tratava sobre hemípteros, uma ordem de insetos mais conhecidos por barbeiros ou percevejos.

A aula faz parte da disciplina Parasitologia Veterinária, ministrada pelo professor Renê Ferreira Costa, que é médico veterinário, Especialista em Farmacologia e Toxicologia Clínica e Mestre em Zootecnia. Segundo ele, este estudo é importante, pois prepara os acadêmicos para que possam idetificar espécies e reservatórios transmissores da doença de Chagas.

“Sabemos que nossa região é endêmica para doença de Chagas e que o ciclo de tripanossomíase (infecção parasitária transmitida por picada de barbeiro) é característico de reservatório de grandes quantidades de animais domésticos e selvagens. Assim, a aula tem como principal objetivo, fazer com que os acadêmicos identifiquem as espécies transmissoras da doença, bem como seus reservatórios. Por isso, este tema é tão importante, pois busca maneiras adequadas de prevenir os vetores da doença de Chagas”, frisou o docente.

A acadêmica da turma, Maíra Caroline Veloso Fonseca, ressaltou que os estudos sobre estas doenças são fundamentais para a formação do médico veterinário. “Pelo fato de abordar parasitoses, que é algo de grande relevância na nossa região por causar diversas patologias significativas que podem até levar ao óbito dos animais, este é um dos assuntos base para o nosso curso. Através deste conhecimento, conseguimos identificar e prevenir diversas doenças”, concluiu a estudante.

Greiciely Rodrigues

Enviar comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *